As Causas Que Conduzem à Resistência ao Tratamento Anti-Retroviral

Eliane Amarilha de Souza Dantas, Raquel Geni Silva, Silviane Del Conte Curi

Resumo


Muitas das causas que afetam a adesão ao tratamento anti-retroviral são conhecidas, mas o preconceito que impera sobre o assunto reflete posturas interiores decisivas na aceitação do tratamento. Nesta perspectiva, este trabalho teve por objetivo qualificar e delimitar as causas da rejeição à terapia em pacientes inscritos na Casa Assistencial Bezerra de Menezes. Do público total de 22 famílias de pessoas soro positivas para o vírus HIV/AIDS foram entrevistadas 06. No decurso do estudo, houve mortalidade experimental de 01 das famílias que se desvinculou do projeto institucional. As entrevistas foram abertas e a análise das falas foi interpretativa. A observação considerou, além das falas, as reações, os sentimentos e os valores que a doença e o tratamento assumiram na vida deste público. Refutando a hipótese inicial de que as causas da resistência à terapêutica seriam em maiores proporções subjetivas, comprovou-se com o estudo que elas atuam em igual proporção às objetivas.

Palavras-chave


Mecanismos Interferentes; Adesão e Resistência ao Tratamento; Doença Terminal; HIV/AIDS; Interference Mechanisms; Compliance and Resistance to Treatment; Terminal Disease; HIV/AIDS.

Texto completo:

Artigo_Pdf


Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.