Comentários do leitor

Jornal Da Manhã

por Isadora Dias (2018-05-26)


É um absurdo sem tamanho. Me envergonho de receber parentes que chegam de viagem. Enquanto não constroem outra Rodoviária, deveriam oferecer acessibilidade para todos. passageiro carrega um monte de mala e é quase impossível encarar essas escadas. Poderiam colocar uns cinco ou seis elevadores para atender a todos. É mínimo", conta estudante Glauco Borges, 21, morador de Rio Preto que também não conseguiu usar elevador para acompanhar sua avó de 82 anos. A idosa precisou subir a escada.

Dispondo de peritos e profissionais qualificados, além de realizar um atendimento personalizado, a Pozzani Elevadores assegura a excelência tanto nos procedimentos de instalação da plataforma elevatória para deficientes quanto nos serviços destinados à manutenção.

Através de sua tradição e seu compromisso a ERGO vem conquistando a confiança de seus clientes oferecendo plataforma para deficientes físicos com tecnologia de última geração, respeitando a necessidade individual de cada cliente e atendendo as mais rigorosas exigências e Normas de segurança exigidas por lei.

Todos os dias de manhã para ira pro trabalho a Kátia pega dois ônibus e para voltar outros dois. E não é difícil ela esperar até por mais de meia hora até que apareça um ônibus com elevador, com a plataforma que eleve a cadeira de rodas. Um deles, por exemplo, era ônibus que ela deveria pegar. Mais um que passa sem ter chamado elevador para as pessoas com deficiência.

Segundo a prefeitura e consórcio, ¿a pedido do passageiro com deficiência, qualquer linha convencional pode ser atendida com ônibus adaptado no horário solicitado - caso já não esteja fixado no quadro de horários a alocação de ônibus adaptado com elevador¿. Se precisar, cadeirante precisa ligar e pedir. número do Consórcio é (48) 3025-6868 e da Secretaria de Mobilidade é (48) 3251-6931.

Aposentada, ela conta que perguntou aos voluntários se havia uma cadeira de rodas para poder se locomover com mais facilidade, já que Mineirão tem diversas escadas. Me falaram que a cadeira só era usada para um caso de emergência. Para eles aquilo não era emergência. Depois disso peguei uma fila grande com pessoas que não eram deficientes", lembrou.

Está pensando em instalar um elevador residencia! A plena acessibilidade para pessoas de mobilidade reduzida implica, por um lado, desenvolvimento de um programa que impõe uma necessária compatibilização com as dificuldades técnicas encontradas na adaptação das estações antigas que não foram originariamente projetadas para efeito. Por outro, a concretização desse objetivo exige um esforço financeiro que limita gravemente a possibilidade da sua rápida execução.

A plataforma elevatória para deficientes deve ser fabricada de acordo com as dimensões mínimas apropriadas ao transporte de pessoas com a mobilidade urbana reduzida, adaptando a área destinada para sua instalação à necessidade de uso e sempre de acordo com padrões das normas vigentes.

Os elevadores residenciais da Interface são ideais para quem deseja melhor custo benefício do mercado para promover acesso a coberturas, prédios residenciais, prédios públicos e até mesmo residências. Quando André estava no terminal antigo, na tentativa de encontrar um ônibus executivo adaptado, chegou Gilberto da Silva, de 54 anos. Cadeirante há 17, disse que sofre muito para pegar um ônibus em Florianópolis. E neste sentido, morre de saudades de sua terra Natal, Curitiba, que segundo ele, é exemplo em acessibilidade no transporte público.

Quando pesquisador procura saber sobre a percepção que indivíduo tem do ambiente, ele está se referindo a percepção ambiental que é a apreensão da realidade externa, ponto de vista que indivíduo tem de seu entorno e vínculo que ele estabelece. Conhecendo a percepção do indivíduo é possível produzir espaços que promovam satisfação e bem estar e até fazer intervenções bem sucedidas. São utilizados alguns instrumentos como, um conjunto de fotografias que simulam os espaços que se quer avaliar e um de adjetivos (diferencial semântico), a fim de verificar, principalmente, emoções que a imagem desperta (CAVALCANTE e MACIEL, 2008).

Conforme a CCR, todos os funcionários das estações estão aptos a auxiliar deficientes e passageiros com dificuldades de locomoção. Segundo a empresa, tanto as novas estações da linha 1 quanto as da linha 2 contarão com equipamentos de acessibilidade.

Atuando em conformidade às normas nacionais e internacionais, a Pozzani Elevadores concede a plataforma elevatória para deficientes não somente com um design que valoriza a estética do ambiente, como também, com a eficiência necessária para viabilizar bem-estar aos seus usuários.

Imagine a seguinte situação na Rodoviária de Rio Preto. Uma mulher com duas malas e uma criança de colo aperta botão para chamar elevador. Nada de as portas abrirem. Na parede, a resposta para a demora. Um cartaz pede que usuário procure um vigilante ou busque a chave do elevador no setor de informações, que fica no piso intermediário (da rua Pedro Amaral). Acredite, que era para ser um equipamento para facilitar a vida de gestantes, mães, idosos, e deficientes virou uma frustração.