Comentários do leitor

Estante 116x23x168 Branca

por Leonardo Farias (2018-06-02)


estantesIsso fez com que eu tivesse que moderar a presença de vidros na cristaleira como vocês podem ver nas fotos. Outro ponto não negociável para mim era a proteção das peças frente à poeira. Embora a cristaleira fosse bem fechada ainda restavam frestas entre as portas que permitiriam a entrada de poeira, ainda mais diante do fato de haver uma construção aqui perto de casa que manda verdadeiras nuvens de pó na direção das minhas janelas. Essa questão eu resolvi comprando uma tira adesiva em uma loja de materiais de construção específica para se vedar frestas. Essa tira possui pequenos pêlos em uma de suas faces. Como vocês podem identificar na última foto desta matéria, essa fita pode ser vista nas laterais das portas.

Acho que acabei de responder na anterior. Acho que isso pode trazer mais conhecimento não só pra mim, como pras pessoas para quem empresto meus quadrinhos. Isso ajuda a popularizar a cultura do colecionismo e a cultura em si de um jeito lúdico. Adoro emprestar minhas coisas e despertar nas pessoas a mesma vontade e necessidade por histórias que eu tenho.

encerramento do Viagem pela Literatura de 2011 teve a dramatização da história A onda do Jamaica", realizada pelos adolescentes do Cajun do bairro Santo André. A ideia para a apresentação surgiu após leituras realizadas nas revistas em quadrinhos existentes na caixa-estante, sob a coordenação da educadora Denise Besena.

Como sempre, nós não apoiamos a pirataria, mas sabemos alguns de vocês gostam de viver a vida no limite, ou acreditam que não é antiético baixar quadrinho se se já possuem em algum outro formato. Se você conseguir montar um feed RSS, não precisa nem passar muito trabalho - pode simplesmente conseguir as últimas edições assim que elas forem lançadas online Você certamente já sabe como usar BitTorrent, então não vamos explicar de novo — apenas lembre-se de não ser um babaca, de ajudar a indústria que você curte e de não nos culpar se grande irmão bater na sua porta.

A biblioteca infantil disponibiliza obras infantis e juvenis, gibis, revistas, em um ambiente alegre e acolhedor. Pode se disser que é a versão fulset dos consoles, este tipo de colecionador não costuma comprar jogos, na maior parte das vezes ele mal costuma jogar, pois objetivo dele e ter a maior quantidade de consoles isto inclui ate mesmo mais de uma versão de cada console, as vezes só pelo fato de serem do mesmo modelo, porem de outra cor ,já se torna alvo deste colecionador.

Quadrinhos, HQs, Comics, Graphic Novels, Encadernados, Mensais, Gibis, Histórias em Quadradinhos, entre outros são os nomes dados a estas (Nem sempre) maravilhosas histórias ilustradas. Já as tivemos em diversos tamanhos diferentes, formatinho, gigante, especial, americano, entre um monte de outros tamanhos estranhos que só servem para dificultar a vida e a estante do colecionador de quadrinhos. Ah, colecionador de quadrinhos. Aquela figura que gosta tanto de uma história que não basta apenas lê-la uma única vez, ele precisa tê-la, abraça-la, ama-la e acaricia-la sempre que possível. Uma história, quando fascina, desperta verdadeiro amor e desejo, indiferente se a lombada está torta ou a ponta de uma página está dobrada. fã de quadrinhos os coleciona por gostar da história, dos personagens ou até mesmo do artista responsável pelo mesmo, não porque aquela edição valerá triplo do preço daqui a 20 ou 30 anos.

Volto a este blog motivado pela última matéria sobre as lombadas de coleções ao redor do mundo, especificamente pela foto da estante para miniaturas de carros do SEMI. Gostaria de inicialmente agradecer ao Leo por novamente ter me dado (epa!!!) a abertura (opa!!!) para eu escrever neste blog que muito tem me ajudado em minha coleção de quadrinhos.

Se você for um colecionador, a estante pode te ajudar a organizar e expor suas coleções, dependendo do tamanho do que você coleciona, é claro! Você mesmo pode montar sua estante, para isso basta comprar nichos de madeira dos tamanhos que você quiser. Você pode pregá-los na parede ou apenas dispô-los uns sobre os outros.

Nem fui a Saraiva e a Livraria da Travessa para não perder tempo já que estas não possuem nada de interessante. Almocei no shopping novo e fiquei mais um tempo perambulando para conhecer shopping já que único lugar que de fato conheço é a Livraria Cultura e depois de dar aquela voltinha básica me mandei para casa. Já em casa ao invés de ir imediatamente conferir os discos fui assistir jogo de futebol, da copa do mundo. Apesar de ser contra a realização desse evento no país por motivos óbvios não pude deixar de conferir os jogos porque como todo brasileiro, eu também adoro esse esporte.

Acho que já deu para entender porque da minha preferencia por essa HQ, no entanto, outro ponto que pesou muito nessa minha escolha, foi fato de que quem comprou os exemplares de Watchmen para mim pela primeira vez foi próprio idealizador dessa coluna, meu amigo Guido, junto com seu pai, um eterno professor e outro grande fã de quadrinhos também. Sou muito grato a eles por me apresentarem essa tão sublime obra que guardo até hoje com maior carinho e cuidado.