Comentários do leitor

Os Remédios Em Si Não Engordam

por João Lucca Moraes (2018-06-06)


Paciente me procurou desejando compreender por que teve um surto psicótico, ou seja, entrou pela fase de euforia por sofrer de transtorno bipolar. Após o surto ficou agressiva com sua família e acabou se distanciando. Queria saber também por que o casamento de seus pais não dera direito, e qual o teu verdadeiro caminho profissional e espiritual, assim como este seu principal aprendizado, lição maior nesta existência. Depois de passar por outras sessões de regressão, na última sessão, ela me relatou: "Eu me vejo no topo de uma montanha, onde há seres de luminosidade - homens e mulheres - que vestem túnicas brancas. Vejo nesta hora outro ser de iluminação, um homem, que assim como está de túnica branca, e se aproxima de mim. Ele é branco, cabelos pretos, rosto quadrado, é extremamente gracioso, aparenta ter uns trinta anos. Fala que é o meu mentor espiritual (ser desencarnado de elevada expansão espiritual, responsável diretamente pelo nosso desenvolvimento espiritual). Ele explica que preciso ser cuidada… Estou deitada numa maca, alguns seres emanam iluminação pra mim, e outros ficam em oração.

psiquiatria curitibaNa esquizofrenia a muitas alterações na emoção e no dedicação. Em alguns casos as emoções são exageradas ocorrendo muito rapidamente formas inadequadas, imediatamente em alguns casos as emoções conseguem se tornarem embotadas ou diminuírem de intensidade. Pessoas com esquizofrenia tendo distúrbio de modo são capazes de ter ações inusitadas que adquirem um sentido especial. Há 5 tipos de esquizofrenia que é classificada em acessível, catatônica, hebefrênica, paranóide, residual. Também é contínuo o delírio de ciúme, mais contínuo nas mulheres. Estes doentes diferem dos esquizofrénicos por não serem tão gravemente comprometidos no seu comportamento e linguagem. Antigamente este transtorno recebia o nome de paranóia, associando o nome da doença aos delírios persecutórios. Tipo erotomaníaco: delírio cujo conteúdo central é que uma pessoa está apaixonada pelo doente. Tipo grandioso: delírios de possuir um vasto talento, discernimento ou ter feito uma significativo descoberta ainda que isso não seja reconhecido pelas além da conta pessoas.

Eu entendo a pessoa. Eu também não faço a pequeno ideia de como é ser unipolar. Eu suspeito que meus primeiros sintomas de TAB tenham aparecido pela adolescência. Então eu nunca vivi de modo unipolar. Eu não entendo como é ser alguém "normal" — por normal empreenda unipolar. Eu pensei em construir uma publicação por aqui no Medium pra tratar sobre isso TAB. Eu gostaria muito de poder amparar e de dominar pessoas que também têm este defeito. No entanto se eu elaborar uma publicação será que eu conseguirei preservar? Não imagino. Deste modo não criei. Eu mal tenho conseguido me planejar. Pfff. Faz tempo que eu não mantenho uma rotina. Era tudo o que eu tinha afim de expressar. Grata pela sua atenção. Levando-se em conta o semblante técnico, precisamos assimilar ansiedade como um fenômeno animal que ora nos beneficia ora nos prejudica, dependendo de tua circunstancialidade ou intensidade, podendo tornar-se patológica, isto é; prejudicial ao nosso funcionamento psíquico(mental) e somático(corporal). Quando a ansiedade torna-se patológica passamos a considerá-la um sintoma ou um transtorno, e daí desejamos incluí-la num grupo de distúrbios, ora denominados TRANSTORNOS Impacientes.

Porém a dificuldade dessas duas condições podes sobrepor-se a algumas características de funcionamento aproximado e evidenciá-las. No entanto tem-se que pilotar o foco respeitando a distância que existe entre estes dois construtos (esquizofrenia e criatividade artística). O construto criatividade, mesmo que esteja sendo estudado há qualquer tempo, continua muito controverso, ainda mais quando se trata de preparar-se a criatividade artística. Entende-se que se trata de dois tipos diversos de originalidade na arte: uma mediada na excentricidade da compreensão e outra pela distorção cognitiva delicado. Este tratamento é recomendado pela Associação Americana de Psicologia e é cientificamente validado. Nos últimos anos foram formadas algumas técnicas de terapia cognitivo- comportamental, no tratamento para esquizofrenia psicológico de muitos transtornos de ansiedade, com uma efetividade renomado, em torno dos 80%, confirmada por incalculáveis estudos. 1- Compreender a psicologia do temor e da ansiedade, recebendo inúmeros textos e diagramas a explicar como se cria um ciclo automático e vicioso entre as situações/ estímulos físicos do corpo- interpretações negativas- resposta de pavor, evitação ou fuga.

Hipomania associada a antidepressivos. Depressão hipertímica, caracterizada por pacientes que apresentam temperamento hipertímico de longa duração, com episódios depressivos tardios sobrepostos. Os pacientes respondem de forma distinta aos remédios usados no tratamento do transtorno, tem que-se encontrar a dosagem exata e o tipo de medicamento que funcionará melhor pra cada pessoa. A título de exemplo, uma pessoa tida como normal podes ter um surto e faxinar a moradia toda ao perceber que ela está com sujeira acumulada ou em vista disso virar a noite para concluir um projeto no qual está interessada. Normal. Pela bipolaridade a coisa fica mais dramático, mais intensa e mais perigosa. Não são obrigatoriamente momentos de alegria alternados por momentos de angústia, são momentos de MANIA (que não é sinônimo de alegria) alternados por momentos de DEPRESSÃO (que não é sinônimo de preocupação). ]Silva, Ana Beatriz Barbosa. ]Silva, Ana Beatriz Barbosa. ] Silva, Ana Beatriz Barbosa. ]Liga Americana de Psiquiatria. ] Silva, Ana Beatriz Barbosa. ]Silva, Ana Beatriz Barbosa. ]Silva, Ana Beatriz Barbosa. ]Liga Americana de Psiquiatria. ]Silva, Ana Beatriz Barbosa. ]Silva, Ana Beatriz Barbosa. ]Silva, Ana Beatriz Barbosa. ]Silva, Ana Beatriz Barbosa.