Comentários do leitor

A Paixão Pelos Quadrinhos

por Leonardo Farias (2018-06-09)


Jorge Beard e Haroldo Hutchins são duas crianças cheias de energia e que adoram fazer travessuras, tantas que sobra até para os colegas de classe. jeito com que se abre quadrinho muitas vezes mostra tanto de cuidado que se tem com ele, porque dependendo da angulação que se abre se pra mais ou pra menos pode danificar quadrinho tanto na costura e colagem das páginas que acaba destruindo material e sua resistência.

estantes colecionadorQuando um professor lê um texto para si ou para outro, situa-se nele como interlocutor desse, e contextualiza e intertextualiza que faz da leitura um encontro de personagens e personalidades. Todo texto contém em sua estrutura ensinamento estético, moralístico,humorístico ou até mesmo "prazeroso".

5 The Complete Calvin & Hobbes. As tirinhas são sem comentários: quando era GURI, recortava elas do jornal pra guardar. Quando foi lançado, gastei todo meu salário líquido" do mês para fazer a compra. Tive que ir ao Banco do Brasil mendigar um aumento no limite do meu cartão precisava de mais CINQUENTA REAIS.

A narrativa de Gaiman é fluida e envolvente em todas as suas histórias. Somando isso com os quadrinhos de Russell, tudo fica ainda mais rápido e imersivo. Comecei a leitura com intuito de ler apenas um capítulo, mas quando percebi já estava querendo saber que aconteceria.

Meu jeito de colecionar é que me preocupo em comprar jogos de qualidade, procurando conhecer vários tipos de jogos e franquias escolhendo-os de forma cautelosa, e ao mesmo tempo, quando gosto de determinada franquia, procuro obter tudo sobre ela, claro, à medida do meu orçamento.Eu piro com edições limitadas, mas também não saio que nem louca procurando obter tudo, até mesmo porque dinheiro não dá.

Para organizar sua coleção de miniaturas, Erica comprou uma estante com um número fixo de nichos. Saudações caros leitores, a partir desse mês Estante do Yanker apresentará uma série de entrevistas com blogueiros que ajudam a divulgar nosso hobby, para iniciar esse projeto apresento amigo Zerocal, colecionador de Playmobil e moderador do Fórum PlayBrasilmobil.

Uns dias depois, comentaram que as editoras dessas capas duras de super-herói foram das poucas do mercado livreiro que conseguiram ficar no azul no pior da krize no ano passado. Tem bastante editor querendo entender e copiar fenômeno. Imaginei centenas de cenas iguais à da banca se repetindo por aí - provavelmente mais em versão virtual, no carrinho de compras da Amazon. É algo recente no Brasil. Entre várias coisas curiosas do fenômeno está essa predileção pelas capas duras, que rende umas analogias entre quem liga colecionismo a buscar solidez no mundo. Pode ser também que as capas duras formam blocos TOC-friendly na estante. Vai saber transtorno obsessivo de cada um.

A ideia de um serviço de assinatura de livros não é exatamente nova. Quem foi criança na década de 70 ou 80 talvez se lembre do Círculo do Livro. Criado em 1973, Círculo era uma editora que enviava aos assinantes, periodicamente, uma revista promocional com informações sobre acervo e lançamentos. Quem participava tinha de escolher um determinado número de livros e os recebia em casa. As obras eram de alta qualidade, tanto editorial quanto gráfica, e os preços ficavam abaixo dos valores praticados na época.

apartamento do funcionário público aposentado Amilton Magno Hoffmann da Rocha, 55 anos, tem uma decoração bastante peculiar. Em praticamente todos os cômodos, as paredes acolhem prateleiras e mais prateleiras de miniaturas de carros da linha Hot Wheels na escala 1:64 (64 vezes menor que um automóvel em tamanho real).

<a href=estante para vinil" title="ACTUS (C) fotki.com" style="max-width:420px;float:left;padding:10px 10px 10px 0px;border:0px;">Ok, ok, acho que até esse ponto você pode ter se convencido que livros funcionam como meio de comunicação. (Se ainda não estiver, mais um exemplo que mostra a proximidade da literatura com jornalismo e como ambos servem como canal de comunicação: Você sabia que alguns dos grandes clássicos da literatura brasileira foram publicados primeiramente em jornais? A Moreninha de Joaquim Manuel de Macedo é um exemplo. Publicado primeiramente como folhetim - praticamente um ancestral na nossa telenovela - esses livros alimentavam a curiosidade do público e só depois de muito tempo começaram a ser editados e publicados de forma integral, como conhecemos hoje). Agora me diz: Por que HQ não pode cumprir esse papel? Se que conta é estar no produto" jornal, podemos listar centenas de cartunistas que publicam em periódicos.

João, formado em Sociologia, é um ícone bastante presente na cena cultural de Charqueadas. Músico e compositor, ele estantes não somente admira a literatura, como também contribui com ela escrevendo crônicas. Amante dos livros, além de se identificar com Tex Willer, faz da leitura do gibi uma espécie de ritual.

Acho que acabei de responder na anterior. Acho que isso pode trazer mais conhecimento não só pra mim, como pras pessoas para quem empresto meus quadrinhos. Isso ajuda a popularizar a cultura do colecionismo e a cultura em si de um jeito lúdico. Adoro emprestar minhas coisas e despertar nas pessoas a mesma vontade e necessidade por histórias que eu tenho.