Comentários do leitor

box 56 Miniaturas Loja Virtual

por Leonardo Farias (2018-06-20)


estante para vinilOlá Maurício e leitores do blog Old Races ! Sou Rodrigo Lobo, tenho 37 anos, médico oftalmologista e colecionador diecast de carros, principalmente na escala 1:64 além de alguns na escala 1:43. Comecei esse hobby em 2007 por influência de meu irmão mais velho, que tinha iniciado também há pouco tempo. Tive a sorte de encontrar, naquela época, as miniaturas da tradicional marca Matchbox (fundada na Inglaterra no final dos anos 1950s) facilmente nas gôndolas das lojas de departamentos aqui de Salvador e com preços convidativos (R$5,00). Escolhi esta marca por retratar de forma mais fiel os carros reais que vemos nas ruas, em comparação com a Hot Wheels que apesar de ser mais difundida visa mais público infantil com suas miniaturas multicoloridas.

Um dos meus passeios preferidos é ir até as livrarias da cidade xeretar as estantes. Aconteçe que a revista atualmente custa caro, e não traduz nada de valor educacional, basta ver a televisão em HQ de violência exagerada. Dificilmente é visto alguem lendo qualquer revista, exceto ttempo gasto na na internet e MSM. Escreve-se casa com "z "história com "i", e leitura radicalizada, inútil e sem qualquer nexo. No meu tempo aprendi a ler diariamente revista Manchete e EBAL, guardo até hoje alguns exemplares.

A ampliação do número de caixas-estantes do Viagem pela Literatura objetiva a democratização do acesso ao livro e à leitura em Vitória. Essa descentralização é importante para oportunizar que pessoas, que não conheciam ou não tinham hábito de pegar um livro emprestado na Biblioteca, saibam que isso é possível", destaca secretário municipal de Cultura, Alcione Pinheiro.

Hehehe, a minha estante tb é em MDF, sem dúvida é melhor custo-benefício. Meus DVDs, desde que eu comecei a minha coleção em 2001, são guardados por ordem de compra, na verdade vem Titanic (a versão com 4 discos), os classicos da Disney ( Rei Leão, A Bela e a Fera, entre outros animados em 2d), e depois começa a coleção por ordem de compra.

Coleciono algumas outras coisas, como miniaturas e livros teóricos sobre quadrinhos, mas claro que não me dedico tanto à elas quanto aos quadrinhos. Mas já tive outras coleções durante a vida: figurinhas de chiclete, do campeonato brasileiro, de moedas, de action figures e, pasmem, de papel de carta.

Quadrinhos, HQs, Comics, Graphic Novels, Encadernados, Mensais, Gibis, Histórias em Quadradinhos, entre outros são os nomes dados a estas (Nem sempre) maravilhosas histórias ilustradas. Já as tivemos em diversos tamanhos diferentes, formatinho, gigante, especial, americano, entre um monte de outros tamanhos estranhos que só servem para dificultar a vida e a estante do colecionador de quadrinhos. Ah, colecionador de quadrinhos. Aquela figura que gosta tanto de uma história que não basta apenas lê-la uma única vez, ele precisa tê-la, abraça-la, ama-la e acaricia-la sempre que possível. Uma história, quando fascina, desperta verdadeiro amor e desejo, indiferente se a lombada está torta ou a ponta de uma página está dobrada. fã de quadrinhos os coleciona por gostar da história, dos personagens ou até mesmo do artista responsável pelo mesmo, não porque aquela edição valerá triplo do preço daqui a 20 ou 30 anos.

Uma ideia apaixonante para colecionadores de carrinhos em miniatura, quartos de crianças, escritórios de adultos, oficinas mecânicas ou revendedores de automóveis da marca Volkswagen. É importante lembrar que nem todas as HQs podem ser guardadas nesses saquinhos. As edições capa dura, especiais ou de luxo (por mais irônico que seja) tem uma maior sensibilidade. Evite guarda-los dessa forma, porque contato pode danificar a capa do encadernado e acarretando no descolando de toda a pintura quando você tentar tirar do saco. Estas edições devem ficar em locais abertos.

estante para vinilRecebi hoje minha estante, exclusiva para minha coleção de Blu-ray's e jogos de PS3. Por vezes, tentamos colocar juízo na cabeça de amigos, mas sabemos que incorreríamos no mesmo pecado. leitor-colecionador não tem limites. Em busca da padronização de sua estante, ele vaga por sebos, procura raridades e, principalmente, comete loucuras financeiras no geral impensáveis em outras áreas de sua vida.

Manter sua coleção conservada é um fator complicado. Vamos ser realistas, papel é algo que se degrada com tempo, deterioração e amarelamentos são inevitáveis. que pode ser feito é retardar tais efeitos. Infelizmente por nossa questão econômica e dificuldades para adquirir tais materiais, acabamos criando a cultura do colecionismo, mas certo era ler, repassar ou revender e não se apegar.

Mas ok, você não quer pensar em quantos carrinhos vão caber em sua estante, até porque existe a opção de acondicioná-las em caixas e outros lugares… Você está certo, pode ser que não seja momento de pensar sobre isso, mas uma coisa você deve saber: Miniaturas que pegam pó estragam com passar do tempo, portanto prefira prateleiras ou expositores fechados, que também ajudam a proteger de mãos" indesejadas.