Comentários do leitor

Dia Nacional Das Histórias Em Quadrinhos Estante Educativa

por Leonardo Farias (2018-06-20)


estantes colecionadorNa IMAGEM 9 temos guarda roupa em si. Ele é com quatro portas de correr e note que as estruturas verticais também são com 3.6cm (lembra que eu disse que madeiras grossas dão mais imponência)? As prateleiras internas brancas são de 1.5cm já que as roupas são leves. Não necessitam serem grossas e nem ter ferro dentro. Veja que há espaço para sapatos, calças, gavetas, e nichos diversos que atendem meu gosto particular e as roupas que eu tenho em casa.

No Brasil, as histórias em quadrinho surgiram em meados do século XIX, mas apenas se popularizou com lançamento de clássicos como A Turma da Mônica", Menino Maluquinho", A Turma do Pererê" e Tico-Tico", que é considerada a primeira revista em quadrinho lançada no Brasil, em 11 de outubro de 1905.

Uma ideia apaixonante para colecionadores de carrinhos em miniatura, quartos de crianças, escritórios de adultos, oficinas mecânicas ou revendedores de automóveis da marca Volkswagen. É importante lembrar que nem todas as HQs podem ser guardadas nesses saquinhos. As edições capa dura, especiais ou de luxo (por mais irônico que seja) tem uma maior sensibilidade. Evite guarda-los dessa forma, porque contato pode danificar a capa do encadernado e acarretando no descolando de toda a pintura quando você tentar tirar do saco. Estas edições devem ficar em locais abertos.

Descrição Livro muito bem conservado, com ilustrações colorida, sem grifos ou rasuras. 264 páginas cód. p14 Obs: as capas são geradas automaticamente pelo site da Estante. Desta forma algumas capas podem ser diferentes da capa do livro que está no Sebo. Se desejar solicite fotos ou perguntas.

Houve tempos em que coleção era coisa dos extremos da vida: ou matéria de crianças com seus bonés, álbuns de figurinhas e bolinhas de gude; ou distração de aposentados atrás de relíquias como moedas antigas e, ápice dos ápices, selos, muitos selos. Desde há muito tempo eu tinha desejo de comprar uma cristaleira. Ao pesar as questões levantadas acima sobre segurança, proteção e extensão das coleções eu logo decidi por essa opção. Eu vinha expondo as peças em uma estante aberta que logo se mostrou inadequada devido ao grande acúmulo de poeira sobre as figuras. Isso fez com que eu as guardasse e partisse à procura de uma cristaleira. Após rodar várias lojas em São Paulo (capital) pude perceber que os preços variavam grandemente e não eram tão atrativos. Depois de muito procurar decidi por um modelo que agregasse preço, estilo e proteção. Alguns critérios eram imprescindíveis para mim, dentre eles a possibilidade de se enxergar as peças de vários ângulos, ou seja, seria necessário a presença de vidros anteriores, laterais e se possível posteriores. Percebi, no entanto que a presença de "vidro" encarecia grandemente a cristaleira. Sendo assim tive que ajustar esse meu desejo ao preço.

estantes colecionadorAcabei de ler Talco de Vidro, do Marcello Quintanilha. Talvez melhor quadrinho nacional que já li. Ele tem uma força de literacidade que se aproxima dos livros de romance muito mais que uma mera adaptação de clássicos da literatura. Ele é a própria literatura contemporânea que vemos hoje nos melhores autores. E não digo apenas brasileiros, mas os internacionais.

Assim como em outros países, no Irã diversos grupos com correntes teóricas políticas também diversas disputam governo. A complexidade da realidade no Oriente está na existência de outras forças externas e militares que dificultam um processo de pacificação da vida. A família de Marjane Satrapi, por exemplo, lutava por um regime comunista e sua história foi desenhada nos quadrinhos em estantes formato de autobiografia feito em 2001 e lançado em animação seis anos depois.

Fundada como uma empresa de bobbleheads" em 1998, não demorou em perceberem mercado em rápida expansão de itens de coleção de diversos tipos de fontes, como por exemplo, filmes de popularidade mundial como Star Wars ou desenhos animados de sucesso. Desde então, a Funko vem adquirindo cada vez mais licenças para criar seus incríveis produtos, atualmente trabalhando até mesmo com utensílios para casa e diversos tipos de colecionáveis que são revendidos em dezenas de países.

Dias se passaram, comigo pensando em como abordar novo conflito editorial da moda, Estética versus Qualidade, e em como Brasil está passando por isso nos quadrinhos, quando assunto são os encadernados. As parcerias entre roteiro e arte nessa coleção da Ática partem do editor, Fabrício Waltrick, que tem dom de acertar sempre. Eu e Rodrigo Rosa já fizemos três HQs juntos e nosso trabalho flui com uma naturalidade espantosa. Ele tem uma habilidade impressionante para mostrar os sentimentos dos personagens olhares, além de acrescentar detalhes e humor em cada quadro. É uma pessoa que claramente gosta do que faz. Mas nada disso daria certo se não contássemos com amparo dos editores, revisores, diagramadores… Estão todos lá na ficha técnica.