Comentários do leitor

Configurando Azure File Sync (File Server Microsoft Azure)

por Joana Marques (2018-05-28)


storage dell preço

Neste artigo vamos evidenciar como configurar o File Sync no Microsoft Azure. O servidor de arquivos na nuvem é a toda a hora um serviço muito procurado na maioria das corporações e o Microsoft Azure vem com o tempo aprimorando estes serviços pra uma melhor experiência com o supervisionamento e gerenciamento dos arquivos. Há pouco tempo a Microsoft lançou o "Azure File Sync", onde desejamos criar grupos de servidores locais pra criarmos um servidores de arquivos entre nossa estrutura de disco físico para a infraestrutura de nuvem. A ferramenta ainda está na versão "Preview" e ainda pode sofrer inúmeras alterações, mas vamos aprensentar qual a ideia e como instalar o seu "Azure File Sync" de modo acessível e direta.


Nossa primeira configuração, será o registro do servidor que queremos trabalhar como "Servidor de Arquivos" com o nosso portal do Microsoft Azure. Para que este sincronismo funcione, carecemos instalar um freguês no nosso servidor. Este cliente será disponibilizado dentro do Storage Sync para download. Você será redirecionado pro website da Microsoft. Possibilidade a versão correta pra rodar em sua plataforma de Windows Server.


Ao desfecho da instalação, iremos ganhar a mensagem que não possuímos o AzureRM instalado no nosso servidor. Se tudo haver bem, você irá ver que o seu servidor estará pronto para ser inscrito. Pra lembrar o seu servidor, vamos entrar com a nossa conta do portal Microsoft Azure. Teu servidor foi inscrito com sucesso. Voltando ao portal de administração do Microsoft Azure, iremos localizar o nosso servidor registrado. Vamos nesta hora construir o ponto principal que é o nosso "Sync Group".


Esse processo vai desenvolver uma pasta compartilhada entre o portal do Azure nosso servidor registrado. Seu grupo está formado e pronto hd para servidor hp ser utilizado. Nesta ocasião necessitamos incorporar o nosso servidor ao nosso endpoint. Com esse procedimento, vamos vincular nosso storage ibm preço Account com o nosso servidor cadastrado. \Dados, é do caminho do meu servidor físico. Ao desenvolver alguns arquivos na raiz da minha unidade, todos os seus detalhes serão automaticamente migrados ao portal do meu Microsoft Azure.


\Fatos do nosso servidor físico. Assim sendo, temos um espaço amarrado entre a máquina física e nosso Storage Account. Caso o servidor físico seja perdido, todos os meus dados estarão pela nuvem. A velocidade de upload é bem rápida em uma internet de interessante peculiaridade, e a velocidade de acesso é ambiente, pois que você terá os seus arquivos assim como na unidade de disco física. Esse jeito é novo, ainda está na versão Preview e poderá sofrer várias modificações. Se você quiser saber pouco mais de detalhes, recomendo que veja esse site hd servidor Esperamos que essa dica ajude a cada um dos administradores que utilizam os serviços do Microsoft Azure.


Caso as storages aturam ODX dessa maneira este recurso de cópia torna-se muito mais descomplicado e veloz, uma vez que o Host apenas recebe uma sinalização da storage citando que a cópia foi executada. Todo o processo de transferência ocorrerá entre as storages sem a intervenção do Host. COMO POSSO TESTAR O Desempenho DOS DISCOS VIRTUAIS? Muitos fatores conseguem afetar o desempenho do disco virtual. Desde a cota física (configurações pela controladora de disco, ajuste de caching, etc) até a parte lógica (atualização do drive de controladora, configuração da máquina virtual, etc) existem muitos pontos que tornam muito penoso definir qual é o principal deles.


Imaginando que você necessite só sondar qual formato de disco virtual deve usar no Hyper-V deste jeito poderá ser menos difícil de tomar a decisão fundado no tipo de assunto. As informações são referentes ao Hyper-V do Windows Server 2008 R2 , porém prontamente servem para proteger a dimensionar e planejar melhor seu servidor de virtualização. Se você estiver utilizando um servidor com uma storage siga as recomendações de ajuste de funcionamento do fabricante.


  1. David Dumont Abril 18, 2016
  2. Como apagar um ransomware? Seus arquivos foram perdidos para todo o sempre
  3. Lacanderson alegou: 22/07/12 ás 23:Vinte e três
  4. 8 de junho de 2017 às 09:Cinquenta e quatro
  5. 07 @ 18:Dezenove
  6. 4º passo: Mude a chave "Start" para 0 depois clique em Ok
  7. 13083-970 - Campinas, SP
  8. Desempenho: Alto

Uma recomendação muito boa que você deve escoltar caso tenha uma Storage expõe-se ao Cluster Size que utilizará pela partição que alocar os discos virtuais. Cada fabricante de storage retém uma recomendação e você tem que segui-la. Todavia de modo geral o início é de usar grandes tamanhos de Cluster Size pra volumes com alta taxa de escrita. Uma das partes mais relevantes do cálculo de performance do disco diz-se ao IOPS (Input/Output Operations per Second). Quanto maior for o valor de IOPS melhor o desempenho do disco.


Nesta configuração e amostra a máquina virtual conseguiu atingir um pouco acima de 1.000.000 de IOPS. Pra se ter uma ideia até o Windows Server 2008 R2 o limite de IOPS era de 250.000 IOPS, o que significa um fantástico melhoramento. O ponto mais considerável é que este mesmo teste foi feito com outro hardware um pouco semelhante a este ao longo do TechEd North America 2012 e o efeito foi um pouco acima dos 950.000 IOPS.