Comentários do leitor

Como Escolher A Mala De Viagem Ideal?

por Theo Monteiro (2018-06-19)


pasta pretaQuer saber a forma adequada de fazê-lo? Então a primeira coisa a fazer é tirar pó acumulado. Pode fazer isso com uma escova seca e limpa ou com um aspirador, uma forma mais fácil de eliminar excesso de sujeira. Lembre-se de aspirar também interior da mala. Depois misture em um recipiente um pouco de água morna com um pouco de amoníaco e meia colher de chá de detergente de lavar a roupa. Mexa bem até fazer espuma e com ajuda de um pano adicione este líquido às zonas da mala manchadas. Depois deverá usar uma escova para esfregar a zona e acabar com as manchas. Para retirar a espuma utilize um pano úmido e limpo. Passe- as vezes que forem precisas até eliminar sabão por completo.

Outra dica importante para economizar dinheiro e tempo é com os passeios. Para conhecer a maioria dos pontos turísticos e museus de Paris é preciso comprar os ingressos de cada lugar. A dica é comprar todos os ingressos antes pela Internet, que além de serem sempre mais baratos, você economiza um bom tempo que perderia nas filas das bilheterias e já viaja com os ingressos em mãos e as atrações garantidas. Se quiser, veja aqui na matéria de ingressos para Paris todas as dicas, os mais vendidos e onde comprar todos os ingressos pelo melhor preço.

As malas de viagem são indispensáveis a qualquer pessoa, afinal, seja a trabalho ou de férias, sempre precisamos fazer alguma viagem. Outro detalhe é sempre olhar a previsão do tempo de onde você irá 3 dias antes de sair de casa. Pode ser que clima esteja com uma temperatura mais amena ou que venham dias de bastante calor. É nesse período de antecedência também que você pode arrumar sua mala com mais calma, já que a pressa é inimiga da perfeição. Afinal, você não quer correr risco de levar coisas desnecessárias e esquecer que é importante.

Todos pensariam em comprar malas de cores clássicas como preto, cinza ou marrom, e, a menos que seja uma viagem com a intenção de trabalho corporativo, recomendamos que você se atreva a mudar e escolher malas com cores fortes e texturas divertidas. Diga sim à cor e compra um que seja diferente.

Acho que primeiro passo é não sair correndo buscando a mala mais barata ou a mala mais bonita: a mala ideal tem que ter uma ótima durabilidade ( que normalmente afeta significativamente preço), tem que ser leve, tem que ser prática (ou seja, fácil de transportar), tem que ser bem dividida internamente e tem que ter um tamanho ideal para a maioria de suas viagens. Como a maioria das pessoas não tem uma mala só, ideal é investir em uma mala média de porão e uma de bordo.

As companhias aéreas têm regras, e a bagagem de mão tem um tamanho específico, somadas altura, largura e comprimento não pode ser maior que 115cm. Há também peso, cada empresa tem sua especificação para viagens nacionais e internacionais, e passado número informado pela empresa é preciso pagar um valor, então atenção no peso da mala. Isso pode ser a diferença entre estar dentro e fora do limite da franquia de peso. Leve em consideração também a duração e local de viagem. Caso fique poucos dias e vai levar poucas roupas pode usar uma menor, mas se vai fazer compram é melhor não utilizar uma muito pequena.

É mochilão que realmente vai substituir sua mala. Existem mochilões de diversos tamanhos, qualidades e finalidades. Dependendo da sua viagem não é extremamente necessário investir em um mochilão caro, mas para viagens longas ou que exijam deslocamentos maiores com a mochila nas costas, é extremamente recomendável investir em um equipamento de qualidade.

Fabricantes de malas, orientam que consumidor precisa estar atento para saber como vai guardar produto ainda na hora da compra. Nem sempre é possível colocar as malas do mesmo jogo umas dentro das outras por causa dos pés e rodinhas. Neste caso, elas ocuparão mais espaço e forçar para que se encaixem pode danificá-las.

Por mais que a estética conte pontos a favor, uma mala de viagem precisa ser, em primeiro lugar, muito funcional. Na mala de despache, bolsos externos são legais para guardar roupas sujas ou molhadas de última hora, quando você já tá voltando pra casa. Como esses bolsos ficam desprotegidos, ideal é colocar só objetos que não sejam de muito valor (a menos que você coloque um cadeado) e que não quebrem facilmente.

Esta garantia não se aplica se a utilidade do produto for comprometida por desgaste natural, uso indevido, a exemplo de negligência e sobrecarga de peso e volume, ou afetada por abrasivo, ácidos, líquidos, exposição a temperaturas elevadas e impacto de forças externas (particularmente danos causados durante vôo ou transporte de qualquer natureza, tais como: deformações, quebra das rodas, rachaduras, rupturas na estrutura da mala, arranhões, amassados, etc.) Por favor, leia com atenção as Instruções de Cuidado dispostas ao final dessa página.

Achei essa postagem muito útil, com dicas relevantes, não interpretei de outra forma a não ser ajudar leitor, afinal eu mesma também postei em meu blog dois textos referente a organização da mala na semana passada, até porque é muito mais prático viajar apenas com a mala de mão. A verdade é que eu apoio totalmente levar menos bagagem, eu e meu esposo já ficamos quase um mês na Europa levando apenas uma mala de mão cada, fizemos compras e trouxemos presentes sem precisar despachar outra mala, apenas trouxemos uma mochila para que não coube na mala. Tal como Helder Jean, lavamos algumas peças e também usamos essas toalhas esportivas que a Samantha Zarth citou, são ótimas. Bem, acredito que brasileiro precisa se acostumar a viver apenas com necessário, pois viajar é desapegar, é sair da zona de conforto. Esperamos que as passagens fiquem mais baratas sim, e que viajar seja menos complicado e mais acessível.