Comentários do leitor

Obesidade

por fernanda moraes (2017-01-27)


Atualmente com a oferta de alimentos fáceis e prontos para o consumo, a maioria dos indivíduos está com o organismo cheio de toxinas, com diversas intoxicações e imagina que possua. Isso tudo acarreta geralmente no aumento de peso e com isso vem o obstáculo para emagrecer. Nesses casos é importante desintoxicar o organismo

Para limpar o seu organismo e acabar de vez com o obstaculo em emagrecer, uma alimentação que desintoxica é a melhor pedida. Fazer um desintoxicante não é apenas moda, mas sim uma mudança no seu estilo de vida que se reflete no seu organismo e na silhueta.
Se você tem sintomas como cansaço excessivo, insônia, dificuldade de digestão, mau funcionamento do intestino, excesso se gases, retenção de líquido, falta de concentração, dores de cabeça e dificuldade para perder peso, vale a pena experimentar a desintoxicante.
Existe uma suplementação detox bastante usada, que ajuda o corpo no processo muito e com resultados ótimos. Para saber mais clique em
Plano Detox Caps funciona.
Uma dieta detox bem planejada também pode ser muito boa. A alimentação que estamos acostumados é, sem dúvida, cheia de alimentos que sobrecarregam o fígado, órgão que tem também a função de desintoxicar. A inclusão de alimentos que ajudam nesse processo pode ser muito boa desde que faça parte de uma proposta alimentar personalizada e bem feita. Na verdade, o melhor mesmo é incluir na dieta alimentos com propriedades funcionais como a linhaça, o brócolis, a couve-flor, as frutas vermelhas, a couve, a laranja.

Como funciona o regime que desintoxica?

As toxinas estão presentes nas comidas, remédios, ar poluído, bebidas alcoólicas, aditivos químicos e até mesmo em inocentes cosméticos, como perfumes e cremes. Elas, com o tempo, vão se acumulando nos tecidos do organismo e também nas células de gordura, bloqueando o sinal de saciedade da indivíduo. Assim, ela acaba ganhando peso, já que passa a comer mais, até mesmo sem perceber.

Além disso, o excesso de toxinas no organismo também gera outros problemas, como pele oleosa demais, dores de cabeça, prisão de ventre, inchaço e diminui a eficiência do sistema imunológico.

Normalmente, o próprio organismo humano já tem um sistema próprio de desintoxicação. O problema é que, nos dias de hoje, estamos expostos a uma quantidade absurda de toxinas, que é muito superior à capacidade do organismo de eliminá-las. Justamente por isso, é importante investir em umo regime que desintoxica, para que o organismo potencialize a sua desintoxicação.

Benefícios de um regime que desintoxica

Estimula a eliminação de toxinas pelo organismo
Ajuda o organismo a desinflamar e a desinchar
Acelera o metabolismo
Melhora muito o funcionamento do intestino
Evita que o fígado trabalhe sobrecarregado e trabalhe de forma correta

Lista de alimentos que desintoxicas
Frutas, legumes e verduras
Castanhas
Leguminosas
Sementes
Azeite
Óleos extra virgens
Chás
Água (quanto mais, melhor)
Ovos caipiras
Grãos integrais

Alimentos proibidos no regime que desintoxica
Alimentos industrializados em geral
Sal em excesso
Farinha branca
Açúcar em excesso
Laticínios (derivados do leite)
Bebidas alcoólicas
Alimentos que contém glúten
Massas
Carne vermelha
Para que seu organismo consiga se desintoxicar da forma correta, também é indicado que a indivíduo evite o stress, cigarro e dormir bem é essencial.
Olhando à primeira vista, o regime desintoxicante não tem muita diferença de umo regime saudável. Mas, para cumprir o objetivo de desintoxicar o organismo, o programa aposta em alimentos naturais e exclui as comidas industrializados e aqueles com alto potencial alergênico, como laticínios, leite de soja, glúten (trigo), cereais refinados, açúcar, adoçantes, corantes, conservantes, café e álcool.
O cardápio desintoxicante precisa conter frutas, verduras, legumes orgânicos (se possível), carnes magras, oleaginosas (castanhas, nozes, amêndoas), cereais (arroz integral, quinua, amaranto), leguminosas (feijão, lentilha, grão-de-bico), sementes (linhaça, semente de abóbora e girassol) e muito líquido (água mineral, chás, água de coco). E mais: deve-se caprichar nos temperos naturais e diminuir o sódio – sal e glutamato monossódico e o açúcar refinado presente em tantos alimentos.