<b>Estudo da Ação Cicatrizante das Folhas de Pereskia aculeata

  • Claudenice Francisca Providelo Sartor Centro Universitário de Maringá – CESUMAR
  • Valéria do Amaral Centro Universitário de Maringá – CESUMAR
  • Hudson Efrain Theodoro Guimarães Centro Universitário de Maringá – CESUMAR
  • Kellen Nobre de Barros Centro Universitário de Maringá – CESUMAR
  • Daniele Fernanda Felipe Centro Universitário de Maringá – CESUMAR
  • Lucia Elaine Ranieri Cortez Centro Universitário de Maringá – CESUMAR
  • Vanessa Cristina Veltrini Centro Universitário de Maringá – CESUMAR
Palavras-chave: Cactaceae, Pereskia aculeata, Ação Cicatrizante.

Resumo

Pereskia aculeata, conhecida popularmente como “ora-pro-nobis”, pertencente à família Cactaceae, é uma trepadeira arbustiva e pouco estudada cientificamente. Pode ser encontrada da Bahia ao Rio Grande do Sul, sendo considerada uma planta rústica e persistente que se desenvolve em diferentes tipos de solo. Popularmente suas folhas, além de serem usadas como fonte de proteínas, também são utilizadas como emoliente, onde seus frutos são utilizados como expectorante e antissifilítico, sem relatos de toxicidade no abrandamento dos processos inflamatórios e na recuperação da pele em casos de queimadura. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a capacidade cicatrizante do extrato bruto das folhas de Pereskia aculeata em feridas cutâneas experimentais de ratos. A metodologia empregada fundamentou-se no preparo do extrato bruto por maceração em álcool 92,8% a partir das folhas de Pereskia aculeata. Após a liofilização do extrato bruto, o estudo da ação cicatrizante em feridas cutâneas de ratos foi realizado utilizando 12 ratos da linhagem Wistar. Através desse estudo pode-se observar que a aplicação do extrato bruto de Pereskia aculeata em feridas cutâneas de ratos indica eficácia do ponto de vista macroscópico. Histologicamente o estudo sugere que o extrato tenha efeito benéfico na cicatrização inicial, não apontando, contudo, diferença na fase de colagenização e reepitelização. O estudo demonstrou que o extrato bruto de Pereskia aculeata apresenta efeito comparativo semelhante do ponto de vista microscópico, indicando, contudo, melhora na proliferação vascular, fibroblástica e na reepitelização dos animais. Macroscopicamente o Grupo Pereskia apresentou melhor efeito cicatricial.

Biografia do Autor

Claudenice Francisca Providelo Sartor, Centro Universitário de Maringá – CESUMAR
Orientadora e Docente Doutora do Curso de Farmácia do Centro Universitário de Maringá – CESUMAR. E-mail: claudenice@cesumar.br
Valéria do Amaral, Centro Universitário de Maringá – CESUMAR
Co-Orientadora e Docente Mestre do Curso de Farmácia do Centro Universitário de Maringá – CESUMAR. E-mail: valeriadoamaral@yahoo.com.br
Hudson Efrain Theodoro Guimarães, Centro Universitário de Maringá – CESUMAR
Discente do Curso de Farmácia do Centro Universitário de Maringá – CESUMAR. E-mail: hudson_farmacia@yahoo.com.br
Kellen Nobre de Barros, Centro Universitário de Maringá – CESUMAR
Discente do Curso de Farmácia do Centro Universitário de Maringá – CESUMAR. E-mail: akg0044@hotmail.com
Daniele Fernanda Felipe, Centro Universitário de Maringá – CESUMAR
Docente Mestre do Curso de Farmácia do Centro Universitário de Maringá – CESUMAR. E-mail: danielefelipe@cesumar.br
Lucia Elaine Ranieri Cortez, Centro Universitário de Maringá – CESUMAR
Docente Doutora do Curso de Farmácia do Centro Universitário de Maringá – CESUMAR. E-mail: luciaelaine@cesumar.br
Vanessa Cristina Veltrini, Centro Universitário de Maringá – CESUMAR
Docente do Curso de Odontologia do Centro Universitário de Maringá – CESUMAR. E-mail: vanessa.veltrini@cesumar.br
Publicado
2010-04-26
Seção
Artigos Originais