Tempo e Condição de Armazenamento das Sementes na Germinação e Desenvolvimento de Passiflora ligularis Juss

Andréa Dantas de Souza, Elisa Mitsuko Aoyama, Marcos Roberto Furlan

Resumo


Passiflora ligularis Juss. é considerada apropriada ao consumo, tendo em vista, por exemplo, seus usos in natura, para sucos e sorvetes, mas não se conhecem pesquisas que obtiveram sucessos sobre o seu desenvolvimento e adaptação em território brasileiro. O custo alto da granadilla para o consumidor, aliado à dificuldade de ser adquirida, inclusive nos supermercados, justificam estudos com o objetivo de verificar a adaptabilidade desta espécie em algumas regiões do Brasil, com potencial produtivo. No presente ensaio, como contribuição às pesquisas sobre o comportamento da granadilla no Brasil, objetivou-se obter informações sobre o efeito do tempo e da condição de armazenamento na germinação das sementes e no desenvolvimento inicial das mudas. As sementes de granadilla foram obtidas de frutos provenientes da Colômbia. O ensaio constou da avaliação da qualidade das sementes com três diferentes períodos de armazenamento, obtendo-se o índice de velocidade de emergência (IVE); porcentagem de germinação e desenvolvimento das mudas. Os tratamentos foram: tratamento A – sementes armazenadas há 24 meses; tratamento B – sementes armazenadas há 3 meses; e tratamento C – sementes sem armazenamento. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado com quatro repetições de 50 sementes, aplicando-se o teste Tukey a 1% de probabilidade. A obtenção de mudas deve ser feita a partir de sementes mantidas em câmara fria, por período superior a 101 dias. Sementes recém-retiradas de frutos possuem baixa porcentagem de germinação e menor crescimento em altura quando comparadas com plantas provenientes das sementes armazenadas por 24 meses.


Storage Time and Conditions of Seeds in Germination and Development of Passiflora ligularis Juss

ABSTRACT: Passiflora ligularis Juss. is highly consumed by people, especially in natura, as juice and ice-cream. However, no successful research is extant on its development and adaptation in Brazil. The high costs of granadilla and the difficulty to buy it, even in supermarkets, justify analysis to verify the adaptability of the species, with production potential, at least in some regions of the country. Current assay is a contribution for research on the behavior of granadilla in Brazil so that information on the effect of time and storage conditions may be obtained for seed germination and the early development stages of the seedlings. Granadilla seeds came from Colombian fruit and the assay focused on the evaluation of seed quality with three different storage periods, with emergence velocity index (EVI) and percentage of seedlings´ germination and development. Treatments comprised Treatment A – seeds stored for 24 months; Treatment B – seeds stored for 3 months; Treatment
C – seeds without storage. Randomized design with four replications of 50 seeds was employed and comparisons made by Tukey´s test at 1% probability. Seedlings should be obtained from seeds kept in cold chambers for a period of more than 101 days. Seeds which had been only recently removed from the fruit have low germination percentage and small height growth when compared with plants from seeds stored for 24 months.

KEYWORDS: Fruit Culture; Granadilla; Passifloraceae.

Palavras-chave


Fruticultura; Granadilla; Passifloraceae

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2015v8n1p181-192

Revista em Agronegócio e Meio Ambiente


Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 2176-9168 On-line
ISSN 1981-9951 Versão impressa interrompida em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.