CRESCIMENTO IN VITRO DE DENDROBIUM PHALAENOPSIS C.V. “MADAME POMPADOUR” CULTIVADAS EM DIFERENTES MEIOS DE CULTURA E NÍVEIS DE pH

Luana Oliveira Gonçalves Santos, Patrícia Franco Gianini, Cristiano Pedroso-de-Moraes

Resumo


Orquídeas possuem um desenvolvimento vegetativo lento e necessidades específicas, fato que eleva o seu custo de produção e torna indispensável o desenvolvimento de técnicas alternativas de reprodução, como a semeadura in vitro. O presente trabalho teve por objetivo avaliar o crescimento in vitro de Dendrobium phalaenopsis “Madame Pompadour” no meio de cultivo ½MS e em dois meios a base dos fertilizantes comerciais Hyponex® (NPK 6,5-6-19) e Kristalon Laranja® (NPK 6-12-36), submetidos a três níveis de pH (5,3, 5,8 e 6,3). Para tanto, sementes foram distribuídas em quatro frascos de cada meio e, após 180 dias de cultivo, foram retiradas aleatoriamente vinte plântulas de cada frasco para avaliação das variáveis: altura das plântulas, comprimento da maior raiz, comprimento da maior folha, número de raízes, massas das matérias fresca e seca. Os dados obtidos foram submetidos à ANOVA e ao teste de Tukey a 5%. O meio de cultura mais eficiente no crescimento de plântulas de Dendrobium phalaenopsis “Madame Pompadour” foi o meio Kristalon Laranja® com nível de pH de 6,3 que apresentou as maiores médias para todas as variáveis analisadas.

Palavras-chave


Denphal; Orchidaceae; Propagação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2017v10n1p213-226

Revista em Agronegócio e Meio Ambiente
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 1981-9951 Impressa
ISSN 2176-9168 On-line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.