INJUSTIÇA AMBIENTAL, MEIO AMBIENTE E VULNERABILIDADE: PROBLEMATIZANDO A CONSTRUÇÃO SOCIAL DA DESTERRITORIALIZAÇÃO DE COMUNIDADES POBRES, ÉTNICAS E NEGRAS

Tarcisio Augusto Alves Silva

Resumo


O presente trabalho pretende articular as categorias injustiça ambiental, meio ambiente e vulnerabilidade, para problematizar a construção social da desterritorialização de comunidades pobres, étnicas e negras. O objetivo, portanto, é refletir sobre o lugar dessas populações no modelo de desenvolvimento hegemônico, contemporâneo, e dos processos mobilizatórios de enfrentamento a vulnerabilidade e desterritorialização provocados por seus impactos.

Palavras-chave


Desterritorialização; Injustiça ambiental; Vulnerabilidade social.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2017v10n1p145-165

Revista em Agronegócio e Meio Ambiente
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 1981-9951 Impressa
ISSN 2176-9168 On-line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.