COMPOSIÇÃO FLORÍSTICA ARBÓREA EM RESERVA EXTRATIVISTA NO AMAPÁ

João da Luz Freitas, Raullyan Borja Lima e Silva, Francisco de Oliveira Cruz Junior, Patrick de Castro Cantuária, Tonny David Santiago Medeiros, Erick Silva dos Santos

Resumo


O estudo avaliou a composição florística e a diversidade da vegetação do trecho denominado Alto Cajari, na Reserva Extrativista do Rio Cajari, abrangendo os municípios de Mazagão, Laranjal do Jari e Vitória do Jari no estado do Amapá.Foram alocadas 27 parcelas de 20 x 100 m, totalizando uma área amostrada de 5,4 hectares. Em cada parcela foi realizada a identificação e contagem do número de indivíduos com DAP ≥ 9 cm.As tipologias vegetais encontradas no Alto Cajari são predominantemente dos ecossistemas de floresta ombrófila densa e savana amazônica. Nas 27 parcelas foram amostrados 437 indivíduos, 34 famílias e 74 espécies. Fabaceae (15 espécies), Anacardiaceae (5), Lauraceae e Myrtaceae (4) se sobressaíram em riqueza de espécies. As espécies que mais se destacaram foram Cecropia palmata Willd. (28), Byrsonima crassifolia (L.) Kunth (22), Himatanthus articulatus (Vahl) Woodson (21), Spondias mombin L. (19), Tabebuia aurea (Silva Manso) Benth.& Hook. f ex S. Moore (18) e Trattinnickia rhoifolia Willd. (18).

Palavras-chave


Extrativismo vegetal; Amazônia; Florística; Unidade de conservação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2018v11n1p277-300

Revista em Agronegócio e Meio Ambiente
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 1981-9951 Impressa
ISSN 2176-9168 On-line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.