ASPECTOS LOGÍSTICOS E INSTITUCIONAIS QUE AFETAM A OFERTA DA SOJA LIVRE DE TRANSGÊNICOS

Fabrício Oliveira Leitão, Sérgio Ronaldo Granemann, Adelaida Pallavicini Fonseca, Warley Henrique da Silva

Resumo


Este trabalho buscou identificar as mudanças ocorridas na Cadeia Logística da Soja bem como os impactos aos elos que a compõem (produtores, armazenadores/processadores, transportadores rodoviários, operadores ferroviários e portuários), em decorrência do advento e da difusão da soja transgênica, sob uma ótica sistêmica dos problemas que envolvem sua segregação. Para isso, foram identificados os pontos críticos e os cuidados e procedimentos necessários para a não contaminação da soja ao longo da Cadeia, garantindo assim a pureza do produto e o recebimento do prêmio pela segregação. O estudo foi de natureza exploratória, com abordagem qualitativa. Os resultados permitiram concluir que o elo armazenador/processador assume papel fundamental na coordenação de toda a logística da cadeia da soja, ampliando os seus limites no sentido “coaseano”, pagando os prêmios para os agentes que conseguem fazer a segregação, passando a ser visto com um coordenador de contratos.

Palavras-chave


Contratos; Logística; NEI/ECT; Prêmio

Texto completo:

PDF

Referências


AAMA - American Academy of Environmental Medicine. The American Academy Of Environmental Medicine Calls For Immediate Moratorium On Genetically Modified Foods. Disponível em: . Acesso em: 24 jun. 2014.

ABRANGE - Associação Brasileira de Produtores de Grãos não Geneticamente Modificados. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2014.

ALIAGA, F.; LUST, C. Violations of human rights as a result of GM soy. GMOs in agriculture again a theme on UN-committee of human rights. Geneva, 2011.

BRAGAGNOLO, C.; MAFIOLETTI, R. L.; SBRISSIA, G. F.; TURRA, F. E. Análise dos custos de produção da soja no Paraná: Convencional X Transgênica (RR). In: CONGRESSO

BRASILEIRO DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL SOBER., 43., Anais.... Londrina-PR: 2007. CD-ROM.

CNA - Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil. Boletim Ativos de Grãos. Superintendência técnica da CNA - Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil e Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada - Cepea/Esalq. Dados Internos Ano 2, edição 2, 2008.

ESPERANCINI, M. S. T.; FURLANETO, F. P. B.; RECO, P. C.; OJIMA, A. L. R. O.; YASUDA, G. M. Retorno e risco econômico no cultivo de soja convencional e transgênica na região paulista do médio Paranapanema, safra 2006/7. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE

ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL SOBER, 43., Anais... Rio Branco, AC, 2008. CD-ROM.

FERMENT, G.; ZANONI, M.; BRACK, P.; KAGEYAMA, P.; NODARI, R. O. Coexistência, o caso do milho. Proposta de Revisão da Resolução Normativa nº 4 da CTNBIo. MDA, Brasília, 2009. Disponível em: Acesso em: 02 out. 2013.

FUSCALDI, K.; MEDEIROS, J. X.; PANTOJA, M. J. Soja Convencional e Transgênica: percepção de atores do SAG da soja sobre esta coexistência. RESR, Piracicaba, SP, v. 49, n. 04, p. 991-1020, out/dez 2011.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de Pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010. 184 p.

HEINEMANN, J. A. Report on animals exposed to GM ingredients in animal feed. Prepared for th Commerce Commission of Ney Zealand, 2009.

LEITÃO, F. O.; MEDEIROS, J. X.; RIBEIRO, J. G. B. L.; FOK, M.; VILLAR, P. M. del. Análise da Percepção dos Armazenadores Processadores de Soja Sobre a Dinâmica da Soja GM e NGM. Artigo apresentado no seminário GICOGM. Brasília, 2007.

LEITÃO, F. O. Análise da coexistência da soja transgênica e convencional em Mato Grosso: rumo a novas formas de governança. Dissertação (Mestrado em Agronegócios) - UNB, Brasília, 2009.

LEITÃO, F. O. Análise Sistêmica da Segregação na Cadeia Logística da Soja após o Advento e a Difusão dos Transgênicos. Tese (Doutorado em Transportes) - UNB, Brasília, 2014.

MENEGATTI, A. L. A.; BARROS, A. L. M. Análise comparativa dos custos de produção entre soja transgênica e convencional: um estudo de caso para o Estado do Mato Grosso do Sul. Revista de Economia Rural, v. 45, p. 163-183. Rio de Janeiro, 2007.

NAVES, I. M. Agronegócio e logística: dicotomia. In: CONGRESSO DA SOBER, 45., Anais... Londrina: Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2007.

SCHUSTER, I. Fluxo gênico e coexistência de lavouras com espécies transgênicas e convencionais. Informativo ABRATES, v. 23, n. 1, 2013.

SEAPA - Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Estatísticas do Estado de Minas Gerais. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2014.

SÉRALINI, G. E.; CELLIER, D.; VENDOMOIS, J. S. New analysis of a rat feeding study with a genetically modified maize reveals signs of hepatorenal toxicity. Archives of environmental contamination and toxicology, 2007.

SILVEIRA, J. M. F. J.; BORGES, I. C. Impactos Socioeconômicos da Difusão de OGM no Brasil. In: INTERNATIONAL PENSA CONFERENCE ON AGRIFOOD CHAINS/NETWORKS ECONOMICS AND MANAGEMENT, 5., Anais... Ribeirão Preto: 2005. CD-ROM.

SILVEIRA, J. V. F.; RESENDE, L. M. Estratégias de mercado no agronegócio paranaense: soja convencional vs. transgênica. Produção, v. 20, n. 1, jan./mar. 2010, p. 54-65.

VENDOMOIS, J. S.; ROULIER, F.; CELLIER, D.; SÉRALINI, G. E. A Comparison of the Effects of Three GM Corn Varieties on Mammalian. International Journal of Biological Sciences, v. 5, n. 7, p. 706-726, 2009.

WILKINSON, J.; PESSANHA, L. Transgênicos e a Competitividade Brasileira Face aos Desafios de Novas Formas de Coordenação nas Cadeias de Grãos. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL SOBER, 43., Anais... Ribeirão Preto, 2005. CD-ROM.

WILKINSON, J.; PESSANHA, L. A Institucionalização Do Conflito Em Torno Da Biossegurança Dos Transgênicos na Agricultura: os casos do Brasil e Argentina. In: ENCONTRO NACIONAL DA ANPPAS, 4., Anais... 2008. Brasília. Disponível em: . Acesso em: 27 fev. 2013.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001. 205 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2018v11n4p1283-1305

Revista em Agronegócio e Meio Ambiente


Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 2176-9168 On-line
ISSN 1981-9951 Versão impressa interrompida em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.