CURVA DE RETENÇÃO DE ÁGUA E CONDUTIVIDADE HIDRÁULICA DE TRÊS SOLOS SOB FRUTÍFERAS PERENES

Franciane Diniz Cogo, Flávia Aparecida Diniz Cogo

Resumo


As características físico-hídricas do solo representam grande importância no sistema solo-água-planta porque a umidade é um dos fatores que mais beneficia a produtividade das culturas agrícolas. Esta pesquisa objetivou avaliar o comportamento físico-hídrico do solo a partir da condutividade hidráulica e da curva de retenção de água no solo de três classes de solo sob pomar de frutíferas. Para esta avaliação físico-hídrica foram usadas amostras deformadas e indeformadas de um Latossolo Vermelho distroférrico (LVdf), Argissolo Vermelho-amarelo distrófico (PVAd) e Cambissolo Háplico Tb distrófico típico (CXbd). Foram determinados a densidade de partículas, densidade do solo, granulometria, volume total de poros, macro e microporosidade, estabilidade de agregados, condutividade hidráulica saturada e a curva de retenção de água no solo. Conclui-se que o K0 foi classificado para LVdf alta, o PVAd alta e CXbd baixa. O LVdf apresentou a K0 superior aos demais solos, em função de sua maior porosidade e menor índices de agregação.

Palavras-chave


Características físico-hídricas do solo; Porosidade do solo.

Texto completo:

PDF

Referências


BARRETO, H. B. F.; BATISTA, R. O.; FREIRE, F. G. C.; SANTOS, W. O.; COSTA, F. G. B. Análises de indicadores de retenção e armazenamento de água no solo do perímetro irrigado Gorutuba, em Janaúba, MG. Revista Verde, Mossoró, v. 6, n. 5, p. 189-192, 2011.

BLACK, C. A.; EVANS, D. D.; ENSMINGER, L. E.; WHITE, J. L.; CLARK, F. E. (Ed). Methods of soil analysis. Madison, v. 1, p. 545-567, 1965.

BONOMO, D. Z.; BONOMO, R.; PARTELLI, F. L.; SOUZA, J. M.; MAGIERO, M. Desenvolvimento vegetativo do cafeeiro Conilon submetido a diferentes lâminas de irrigação. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, Fortaleza, v. 7, n. 2, p. 157-169, 2013.

CARDUCCI, C. E.; OLIVEIRA, G. C.; ZEVIANI, W. M.; LIMA, V. M. P.; SERAFIM, M. E. Bimodal pore distribution on soils under conservation management system for coffe crop. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v. 33, n. 2, p. 291-302, 2013.

DAS, B. M. (2013). Fundamentos De Engenharia Geotécnica. 7. ed. Cengage Learnin. Tradução, São Paulo, 632 p.

DOURADO-NETO, D.; NIELSEN, D. R.; HOPMANS, J. W.; REICHARDT, K.; BACCHI, O. O. S. Software to model soil water retention curves (SWRC, version 2.00). Scientia Agricola, v. 57, p. 191-192, 2000.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisas de Solos. Manual de métodos de análises de solo. 2. ed. Rio de Janeiro, 212 p., 1997.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Centro de Pesquisa de Solos. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. Rio de Janeiro, 1999. 412 p.

EPAMIG - EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA DE MINAS GERAIS. CITROS - tangerina. Disponível em: http://epamig.br. Acesso em: 17 abr. 2017.

FERREIRA, M. M.; FERNANDES, B.; CURI, N. Influência da mineralogia da fração argila nas propriedades físicas de Latossolos da região sudeste do Brasil. Revista Brasileira de Ciência do Solo. v. 23, n. 3, p. 515-524, 1999.

GIASSETI, L. I.; CARVALHO, L. A.; LIBARDI, P. L.; NOGUEIRA, M. C. S. Curvas de retenção de água em amostras de solo com estrutura indeformada e deformada. Santa Maria. XV RBMCSA. Anais [...]. CD-rom. 2004.

IRENO, M. T.; SILVA, V. C.; CONEGUNDES, G. J.; SILVA, J. A.; CONVENTO, A. B.; EUZEBIO, L. P. S.; BERMEJO, L. Doença do Cítrus - Cancro Cítrico. Revista Científica Eletrônica de Agronomia, v. 25, n. 1, p. 34-37, 2014.

KEMPER, W. D.; ROSENAU, R. C. Aggregate stability and Size distribution. In: KLUTE, A. ed. Methods of soil analysis. Madison, American Society of Agronomy, p. 425-442, 1986.

LIER, de J. V. Q. Física do Solo. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2010. v. 1. 298 p.

OLIVEIRA, G. C.; DIAS JÚNIOR, M. S.; RESCK, D. V. S.; CURI, N. Caracterização química e físico-hídrica de um Latossolo Vermelho após vinte anos de manejo e cultivo do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 28, p. 327-336, 2004.

OLIVEIRA, J. B. CLASSIFICAÇÃO DE SOLOS E SEU EMPREGO AGRÍCOLA E NÃO AGRÍCOLA. Disponível em: http://jararaca.ufsm.br/websites/dalmolin/download/textospl/classif.pdf. Acesso em: 14 jun. 2017.

OLIVEIRA, L. B. Determinação da macro e microporosidade pela mesa de tensão em amostras de solo com estrutura indeformada. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 3, p. 197-200, 1968.

REICHARDT, K. A água em sistemas agrícolas. São Paulo: Manole, 1990. 188 p.

REICHARDT, K.; TIMM, L. C. Solo planta e atmosfera: conceitos, processos e aplicações. 2. ed. São Paulo: Manole, 2012.

SILVA, J. R. L.; MONTENEGRO, A. A. A.; SANTOS, T. E. M. Caracterização física e hidráulica de solos em bacias experimentais do semiárido brasileiro, sob manejo conservacionista. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 16, n. 1, p. 27-36, 2012.

SOUZA, J. M.; BONOMO, R.; PIRES, F. R.; BONOMO, D. Z. Curva de retenção de água e condutividade hidráulica do solo em lavoura de café conilon submetida à subsolagem. Coffee Science, Lavras, v. 9, n. 2, p. 226-236, abr./jun. 2014.

VAN GENUCHTEN, M. T. A closed-form equation for prediciting the hydraulic conductivity unsaturated soils. Soil Sci. Am. J. v. 44, p. 892-898, 1980.




DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2019v12n2p631-641

Revista em Agronegócio e Meio Ambiente


Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 2176-9168 On-line
ISSN 1981-9951 Versão impressa interrompida em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.