IDENTIFICAÇÃO DE IMPACTOS AMBIENTAIS NAS ÁGUAS DO TRECHO PERENIZADO DO RIO PIANCÓ

Fernanda Carolina Monteiro Ismael, José Cleidimário Araújo Leite, Daniele Aparecida Monteiro Ismael, Elton Ferreira da Silva, Graziela Pinto de Freitas, Thâmara Martins Ismael de Sousa

Resumo


Neste trabalho teve-se por objetivo identificar os impactos ambientais nas águas do trecho perenizado do rio Piancó. Para tanto, um diagnóstico ambiental simplificado da área foi realizado, por meio de pesquisas bibliográficas, visitas de campo, geoprocessamento, fotodocumentação e consultas a órgãos públicos, a partir do qual foram identificadas as atividades antrópicas com potencial impactante das águas do rio. Foram identificados os impactos por meio dos métodos Ad Hoc, Check Lists e Matriz de Interação. De acordo com os resultados, obtiveram-se 12 tipos de atividades antrópicas de alto potencial impactante, com predominância da agricultura, em 27,9% do total. Identificaram-se 132 impactos ambientais nas águas do rio. A atividade antrópica “responsável” pelo maior número de impactos ambientais significativos foi a urbanização. Por fim, espera-se que este estudo sirva como subsídio para o planejamento e implantação de políticas públicas voltadas à gestão hídrica e à sustentabilidade ambiental da região, e ainda venha a contribuir para o acervo bibliográfico técnico e científico sobre o tema, bastante carente na literatura, em especial para a área de estudo.

Palavras-chave


Estudos e relatórios ambientais; Meio ambiente; Recursos hídricos.

Texto completo:

PDF

Referências


AESA. Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba. Disponível em: http://www.aesa.pb.gov.br/geoprocessamento/geoportal/mapas.html. Acesso em: 05 out. 2015.

ANA. Panorama da qualidade das águas superficiais do Brasil. Agência Nacional de Águas. Brasília: ANA, 2012, 264 p.

BARROS, F. G. N.; AMIN, M. M. Água: um bem econômico de valor para o Brasil e o mundo. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional. Taubaté. v. 4, n. 1, p. 75-108, jan./abr. 2008.

BRASIL. Resolução CONAMA nº 001, de 23 de janeiro de 1986. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília. Dispõe sobre critérios básicos e diretrizes gerais para a avaliação de impacto ambiental. 1986, 4p.

BRASIL. Resolução CONAMA nº 357, de 17 de março de 2005. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília. Dispõe sobre a classificação dos corpos de água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento. 2005, 27p.

CPRM. Projeto cadastro de fontes de abastecimento por água subterrânea: diagnóstico do município de Cajazeirinhas. Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais. Recife: CPRM/PRODEEM, 2005a, 19p.

CPRM. Projeto cadastro de fontes de abastecimento por água subterrânea: diagnóstico do município de Coremas. Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais. Recife: CPRM/PRODEEM, 2005b, 21p.

CPRM. Projeto cadastro de fontes de abastecimento por água subterrânea: diagnóstico do município de Pombal. Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais. Recife: CPRM/PRODEEM, 2005c, 23p.

CUNHA, B. C.; GUERRA, A. J. T. Avaliação e perícia ambiental. 10. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2010, 286p.

EMBRAPA. Solos do Nordeste. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Disponível em: http://www.uep.cnps.embrapa.br/solos/index.php?link=pb. Acesso em: 23 out. 2015.

FOGLIATTI, M. C.; FILIPPO, S.; GOUDARD, B. Avaliação de impactos ambientais: aplicação aos sistemas de transporte. Rio de Janeiro: Interciência, 2004, 249p.

IBGE. Banco de dados agregados: censo demográfico. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE: Brasil, 2010. Disponível em: http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/popul/default.asp?t=3&z=t&o=25&u1=1&u2=1&u3=1&u4=1&u5=1&u6=1. Acesso em: 23 mar. 2015.

LIMA, F. C.; LEITE, J. C. A. Estudo de avaliação e diagnóstico dos impactos ambientais resultantes da implantação do Campus Universitário da UFCG em Pombal-PB. Projeto PIBIC. Pombal, 2011, 21p.

PEREIRA, R. S. Identificação e caracterização das fontes de poluição em sistemas hídricos. Revista Eletrônica de Recursos Hídricos. Porto Alegre. v. 1, n. 1, p. 20-36, jul./set. 2004.

PINHEIRO, A.; SCHOEN, C.; SCHULTZ, J.; HEINZ, K. G. H.; PINHEIRO, I. G.; DESCHAMPS, F. C. Relação entre o uso do solo e a qualidade da água em bacia hidrográfica rural no bioma mata atlântica. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, Porto Alegre, v. 19, n. 3, p. 127-139, jul./set. 2014.

RAMOS, G. G. et al. Levantamento dos impactos ambientais de um trecho de mata ciliar em região de Caatinga no sertão paraibano. In: I CONGRESSO INTERNACIONAL DA DIVERSIDADE DO SEMIÁRIDO, 1., Campina Grande. Anais [...]. 2016.

SÁNCHEZ, L. E. Avaliação de impacto ambiental: conceitos e métodos. São Paulo: Oficina de Textos, 2008, 495p.

SANTOS, A. S. Diagnóstico socioambiental e identificação dos impactos ambientais ao longo do Rio Araçagi-PB. 2009. 144f. Dissertação (Geografia) - Universidade Federal da Paraíba – UFPB, João Pessoa, 2009.

SUDEMA. Programa: monitoramento de corpos d´água. Superintendência de Administração do Meio Ambiente, Sede de João Pessoa, 2014.

VANZELA, L. S.; HERNANDEZ, F. B. T.; FRANCO, R. A. M. Influência do uso e ocupação do solo nos recursos hídricos do Córrego Três Barras, Marinópolis. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande. v. 14, n. 1, 2010, p. 55-64.




DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2019v12n3p999-1017

Revista em Agronegócio e Meio Ambiente


Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 2176-9168 On-line
ISSN 1981-9951 Versão impressa interrompida em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.