<b>Eficiência de Substratos na Aclimatização de Plantas de Miltonia flavescens LINDL. Propagadas <i>in vitro

  • Suzana Stefanello Universidade Paranaense – UNIPAR
  • Edvandro Vinicius Silveira Universidade Paranaense – UNIPAR
  • Lana Karina Oliveira Universidade Paranaense – UNIPAR
  • Jean Carlos Fernando Besson Universidade Paranaense – UNIPAR
  • Gesiani Mosa Neves Dutra Universidade Paranaense – UNIPAR
Palavras-chave: Orchidaceae, Miltonia flavescens, Transplantio, Substratos.

Resumo

A aclimatização, que envolve a transferência das plantas cultivadas in vitro para condições ex vitro, é uma fase crítica e importante no processo de micropropagação. A escolha de um substrato adequado pode interferir na taxa de sobrevivência das plantas. Assim, o objetivo do presente trabalho foi avaliar a eficiência de diferentes substratos na aclimatização de plantas de Miltonia flavescens propagadas in vitro. Plantas oriundas de cultura in vitro foram transferidas para vasos de polipropileno contendo cinco substratos: pó de coco, fibra de coco, casca de Pinus sp, pó de coco + casca de Pinus sp. e Plantmax®. A unidade experimental consistiu de um vaso contendo duas plantas, com dez repetições, totalizando 20 plantas por tratamento. Aos 30, 60 e 90 dias após o transplantio, as plantas foram avaliadas quanto à taxa de sobrevivência e após 90 dias foram avaliados os comprimentos da parte aérea e da raiz. Não houve diferença significativa entre os tratamentos na avaliação realizada aos 30 dias de cultivo. Aos 60 dias após o transplantio, observou-se uma queda acentuada na taxa de sobrevivência em todos os substratos e os maiores valores foram obtidos quando o substrato utilizado foi a fibra de coco, ocorrendo diferença significativa apenas quanto ao substrato pó de coco, desempenho mantido aos 90 dias de cultivo. O maior crescimento vegetativo das plantas foi observado quando o substrato utilizado foi a casca de Pinus sp.

Biografia do Autor

Suzana Stefanello, Universidade Paranaense – UNIPAR
partamento de Biologia Laboratório de Cultura de Tecidos Vegetais
Edvandro Vinicius Silveira, Universidade Paranaense – UNIPAR
Biólogo pela Universidade Paranaense - UNIPAR, Campus Toledo. E-mail: edvandro_vinicius@hotmail.com
Lana Karina Oliveira, Universidade Paranaense – UNIPAR
Discente do Curso de Ciências Biológicas da Universidade Paranaense – UNIPAR, Campus Toledo. E-mail: lana_809@hotmail.com
Jean Carlos Fernando Besson, Universidade Paranaense – UNIPAR
Discente do Curso de Ciências Biológicas da Universidade Paranaense – UNIPAR, Campus Toledo. E-mail: jeanbesson_biologo@hotmail.com
Gesiani Mosa Neves Dutra, Universidade Paranaense – UNIPAR
Discente do Curso de Ciências Biológicas da Universidade Paranaense – UNIPAR, Campus Toledo. E-mail: gesianimosa@hotmail.com
Publicado
2009-09-28
Seção
Meio Ambiente