ENTRE O VISÍVEL E O INVISÍVEL: A IMAGEM COMO MATERIALIZAÇÃO DA ENCANTARIA

Silvio Ruiz Paradiso, Maria Fernanda Casanova Vasconcelos

Resumo


O presente trabalho é fruto de uma pesquisa em poéticas visuais motivada pela busca por utilizar a arte como representação iconográfica da encantaria. Foram escolhidos como tema os caboclos e os encantados, seres míticos e invisíveis, presentes no Tambor de Mina, religião afro-brasileira fortemente encontrada no Maranhão e no Pará, que se apresentam em nosso mundo através do transe dos membros de tal crença. Para tanto, foi realizado um estudo na Casa de Mina de Yemanjá e Ogum, em Maringá-PR, com os próprios encantados, bem como com praticantes dos ritos de matriz africana. O foco se deu nas investigações acerca de suas identidades perante a religião, e também nas pesquisas sobre as possibilidades de se construir a imagem como um desdobramento material do espírito imaterial, tendo como ponte diálogos, vivências e percepções. Como resultado, têm-se retratos pintados com pastel oleoso sobre papel, representando figurativamente as entidades pesquisadas.

Palavras-chave


Poéticas visuais; Iconografia; Tambor de Mina; Encantaria brasileira.

Texto completo:

PDF

Referências


ALCANTARA, G. do C. A. de. Terecô: uma tradição negro-brasileira. 2015. Dissertação (Mestrado em Políticas Públicas) - Centro de Educação e Humanidades, Faculdade de Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015. Disponível em: http://ppfh.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Dissert_Giseuda-do-Carmo-Ananias-de-Alcantara-OK.pdf. Acesso em: 29 maio 2019.

ANDRIOLO, A. O fenômeno da imagem em psicologia social: algumas configurações. Psicologia USP, v. 29, n. 1, p. 19-30, 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pusp/v29n1/1678-5177-pusp-29-01-19.pdf. Acesso em: 29 maio 2019.

FERRETTI, M. Tambor de Mina e Umbanda: o culto aos caboclos no Maranhão. 1997. Disponível em: http://www.repositorio.ufma.br:8080/jspui/bitstream/1/205/1/Mina%20e%20Umbanda.pdf. Acesso em: 29 maio 2019.

FERRETTI, M. Encantaria maranhense: um encontro do negro, do índio e do branco na cultura afro-brasileira. In: REUNIÃO BRASILEIRA DE ANTROPOLOGIA, 22., 2000, Brasília. Anais [...]. Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Antropologia, 2000. p. 15-19.

FONSÊCA, D. de J. de S. Tem mascarado na festa de São Marçal: o brincante de Pai Francisco no Bumba Meu Boi em São Luís-MA. 2015. Dissertação (Mestrado em Arte) - Departamento de Artes Visuais, Instituto de Artes, Universidade de Brasília, Brasília, 2015. Disponível em: http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/18909/1/2015_DanielledeJesusdeSouzaFonseca.pdf. Acesso em: 28 maio 2019.

ICONOGRAFIA. In: MICHAELIS. Dicionário de Português Online. São Paulo: Melhoramentos, 2019. Disponível em: https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/iconografia/. Acesso em: 28 maio 2019.

LIMA, L. L. da C.; SAMPAIO, S. M. G. Algumas reflexões sobre o Tambor de Mina e os terreiros de Porto Velho. Revista Veredas Amazônicas, v. 3, n. 1, jan./jun. 2014. Disponível em: http://www.periodicos.unir.br/index.php/veredasamazonicas/article/view/1237/1305. Acesso em: 29 maio 2019.

LOPES, M. A. O. Introdução à arte afro-brasileira. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 28., 2015, Florianópolis. Anais [...]. São Paulo: Associação Nacional de História, 2015. p. 27-31. Disponível em: http://www.snh2011.anpuh.org/resources/anais/39/1444327678_ARQUIVO_introduc_a_oaarteafrobrasileira3.pdf. Acesso em: 28 maio 2019.

MACHADO, R. de S. Análise de imagem figurativa: entre limites e possibilidades no campo da História da Arte. Revista Humus, v. 5, n. 13, 2015. Disponível em: http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/revistahumus/article/download/3194/2969. Acesso em: 29 maio 2019.

MITCHELL, W. J. T. Iconology: image, text, ideology. Chicago: The University of Chicago Press, 1986.

OMATSEYE, B. O. J.; EMERIEWEN, K. O. An appraisal of religious art and symbolic beliefs in the traditional African context. African Research Review, v. 4, n. 2, p. 529-544, apr. 2010. Disponível em: http://www.ajol.info/index.php/afrrev/article/viewFile/58370/46717. Acesso em: 16 nov. 2015.

PELEGRINELLI, A. L. M. Imagem como documento para a história das religiões: conceitos e aplicação. In: SEMINÁRIO DE PESQUISAS DO LABORATÓRIO DE ESTUDOS SOBRE AS RELIGIÕES E RELIGIOSIDADES, 2., 2014, Londrina. Anais [...]. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2014. Disponível em: http://www.uel.br/laboratorios/religiosidade/pages/arquivos/Anais%20II%20Encontro%20do%20LERR.pdf. Acesso em: 19 nov. 2015.

PRANDI, R. Nas pegadas dos Voduns: um terreiro de Tambor-de-Mina em São Paulo. In: MOURA, C. E. M. de (org.). Somavó, o amanhã nunca termina. São Paulo: Empório de Produção, 2005. p. 63-94.

PRANDI, R.; SOUZA, P. R. de. Encantaria de Mina em São Paulo. In: PRANDI, R. (org.). Encantaria brasileira: o livro dos mestres, caboclos e encantados. Rio de Janeiro: Pallas, 2011.

RUSSO, D. O conceito de imagem-presença na Arte da Idade-Média. Revista de História, São Paulo, n. 165, p. 37-72, jul./dez. 2011.

SHAPANAN, F. de. Entre caboclos e encantados: mudanças recentes em cultos de caboclo na perspectiva de um chefe de terreiro. In: PRANDI, R. (org.) Encantaria Brasileira: o livro dos mestres, caboclos e encantados. Rio de Janeiro: Pallas, 2011.

SILVA, V. G. da. Religião e identidade cultural negra: afro-brasileiros, católicos e evangélicos. Afro-Ásia, v. 56, p. 83-128, 2017. Disponível em: https://portalseer.ufba.br/index.php/afroasia/article/view/22524/15682. Acesso em: 30 maio 2019.




DOI: http://dx.doi.org/10.17765/1516-2664.2019v24n1p59-79

Revista Cesumar – Ciências Humanas e Sociais Aplicadas
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9176 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1516-2664 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.