<b>Importância do treinamento para manipuladores de alimentos em relação à higiene pessoal

  • Adriana Andreotti CESUMAR
  • Flávia H. Baleroni CESUMAR
  • Vanessa H. B. Paroschi CESUMAR
  • Sandra Geres Alves Panza CESUMAR
Palavras-chave: manipuladores de alimentos, trienamento, higiene pessoal

Resumo

No Brasil, a maioria dos restaurantes não possui um nutricionista como responsável técnico. Sendo assim, existe uma carência de informações quanto às normas de higiene pessoal dos manipuladores de alimentos, o que coopera para detrimento da qualidade dos alimentos, pondo em risco saúde do consumidor. Com o objetivo de adequar as normas de higiene pessoal ao quadro de funcionários de um restaurante, um roteiro de inspeção foi aplicado antes e após o treinamento dos mesmos, avaliando assim as mudanças ocorridas após o treinamento. Dos resultados obtidos, verificou-se um aumento dos itens em conformidade: 18% e relação aos aspectos gerais de higiene pessoal, 70% no que diz respeito à lavagem de mãos, 49% em relação ao comportamento dos funcionários durante a manipulação, e 37% o item uso e cuidados com os uniformes. Concluiu-se, portanto, que o treinamento produziu mudanças consideráveis em relação à higiene pessoal dos funcionários.

Biografia do Autor

Adriana Andreotti, CESUMAR
Discente do Curso de Nutrição do CESUMAR - Centro Universitário de Maringá
Flávia H. Baleroni, CESUMAR
Discente do Curso de Nutrição do CESUMAR - Centro Universitário de Maringá
Vanessa H. B. Paroschi, CESUMAR
Discente do Curso de Nutrição do CESUMAR - Centro Universitário de Maringá
Sandra Geres Alves Panza, CESUMAR
Mestre, Orientadora da Pesquisa, Docente do Curso de Nutrição do CESUMAR
Publicado
2007-07-18
Seção
Artigos Originais