<b>Perspectivas para o Gerenciamento Sustentável dos Recursos Naturais: Uma Análise dos Conceitos da Irreversibilidade da Ação e da Flexibilidade da Mudança

  • Glaucia de Paula Falco Pontíficia Universidade Católica-PUCRJ
  • Marley Maria Bernardes Rebuzzi Vellasco Pontifícia Universidade Católica - PUCRJ
  • Juan Guilhermo Lazo Lazo Pontifícia Universidade Católica - PUCRJ
  • Joyce Gonçalves Altaf Instituto Vianna Júnior - MG
  • Irene Raguenet Troccoli Universidade Estácio de Sá - Unesa
Palavras-chave: Gestão Socioambiental, Sustentabilidade, Valoração Ambiental.

Resumo

Na tentativa de atribuir valor monetário ao meio ambiente como instrumento auxiliar para a gestão socioambiental dos recursos naturais, diversos métodos têm sido propostos no campo de estudo das ciências econômicas, recorrentemente aparecendo na literatura especializada. Dentre estes destacam-se o método do custo da viagem, o método dos preços hedônicos e o método de valoração contingente. No entanto, associar valor econômico para os ativos ambientais não tem sido tarefa simples, pois envolve uma gama de conceitos multidisciplinares. Além disso, importantes aspectos envolvidos na valoração do ambiente, como a irreversibilidade da mudança e a flexibilidade na tomada de decisão, são simplesmente desconsiderados na maioria dos trabalhos que se propõem a estabelecer valor econômico para o meio ambiente. Sendo assim, a totalidade do problema da valoração não é atacada. Este trabalho apresenta uma metodologia para levar em conta dois dos aspectos ignorados pelas atuais técnicas ao suprir algumas de suas deficiências, sendo uma das suas contribuições a apresentação de formato para assumir intrinsecamente o valor da irreversibilidade da ação no cálculo do valor dos recursos naturais.

Biografia do Autor

Glaucia de Paula Falco, Pontíficia Universidade Católica-PUCRJ
Mestre em Engenharia Elétrica pela Pontíficia Universidade Católica-PUCRJ; Especialista em Métodos Estatísticos Computacionais pela Universidade Federal de Juiz de Fora – UFJF; Docente no curso de Economia do Instituto Vianna Júnior na Fundação Getúlio Vargas – FGV; Docente nos cursos de Engenharia da Produção e Administração da Faculdade Machado Sobrinho; E-mail: glaupf@terra.com.br
Marley Maria Bernardes Rebuzzi Vellasco, Pontifícia Universidade Católica - PUCRJ
Mestre em Engenharia Elétrica pela Pontifícia Universidade Católica PUCRJ; Doutor em Computer Science University College London - UCL; Pós-Doutor em Computer Science, pela University College London - UCL; Docente associado da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – PUCRJ; E-mail: marley@ele.puc-rio.br
Juan Guilhermo Lazo Lazo, Pontifícia Universidade Católica - PUCRJ
Doutor em Engenharia Elétrica em Métodos de apoio a Decisão pela Pontifícia Universidade Católica – PUCRJ; Pesquisador e Docente na Pontifícia Universidade Católica – PUCRJ; Docente no curso de Pós-graduação em Lato Sensu Business Intelligence Master; E-mail: juan@ele.puc-rio.br
Joyce Gonçalves Altaf, Instituto Vianna Júnior - MG
Instituto Vianna Júnior - MG; E-mail: jgaltaf@yahoo.com.br
Irene Raguenet Troccoli, Universidade Estácio de Sá - Unesa
Dossui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1978), mestrado em Administração de Empresas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1992) e doutorado em Administração de Empresas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2002). Atualmente é professora do Mestrado Profissional em Administração e Desenvolvimento Empresarial da Universidade Estácio de Sá (dedicação exclusiva), professora de Marketing de Servicos no curso de MBA em Marketing Estratégico da UFF, e membro do corpo editorial da revista acadêmica Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, da UFF. Atuou como analista sênior na Embratel durante 8 anos, nas áreas de Marketing Estratégico, de Planejamento Estratégico, e Financeira. Tem experiência nas áreas de Economia e Administração, com ênfase em Marketing e em Estratégias Empresariais, atuando principalmente nos seguintes temas: marketing de serviços, fidelização do consumidor, estratégias empresariais, grupos estratégicos e redes de relacionamento.
Publicado
2011-12-08
Seção
Agronegócio