<b>Escravidão e Capitalismo na América Portuguesa: Uma Invenção ou uma Anomalia Necessária?

  • Carlos Otávio Zamberlan Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul
  • Luiz Paulo Ferreira Noguerol UnB
Palavras-chave: Capitalismo, Escravidão, Relações de Trabalho

Resumo

É possível a coexistência de um regime capitalista com trabalho escravo? No Brasil a escravidão fez parte de um momento histórico, aceitando que o país nasceu capitalista essa coexistência ocorreu em terras brasileiras. O objetivo desse estudo é analisar as relações de trabalho no Brasil, principalmente na fase colonial, a fim de verificar se elas podem ser fruto do capitalismo ou esse regime foi instaurado em outra fase distinta da história econômica brasileira. Através de uma revisão teórica foram confrontadas opiniões e evidências provenientes de autores como Caio Prado Junior, Florestan Fernandes, Luiz Felipe de Alencastro e outros. Concluiu-se que o capitalismo sempre existiu no Brasil e que a escravidão foi necessária para sua reprodução em virtude, também, da escassez de mão-de-obra.

Biografia do Autor

Carlos Otávio Zamberlan, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul
Doutor em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS; Docente de Administração da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS, Unidade de Ponta Porã-MS; E-mail: otaviozamberlan@terra.com.br
Luiz Paulo Ferreira Noguerol, UnB
Doutor em Economia; Docente do Departamento de História da Universidade de Brasília – UnB.
Publicado
2013-05-02
Seção
Ensaios