FORMAÇÃO DOS PROFESSORES: FALHAS E POSSIBILIDADES

  • Bernardo Petry Prates Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
  • Isabela de Lourdes Valente Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
  • Caroline Trindade Brentano Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
  • Rosemar de Queiroz Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
  • Matheus Afonso de Lima Alves Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
  • Andreia Inês Dillenburg Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
Palavras-chave: Aprendizagem, Conhecimento, Práticas de ensino, Formação docente

Resumo

A formação da identidade docente é a percepção da relação entre as práticas que o indivíduo estabelece, das ações de planejamento e das reações do ambiente envolvido. Desta forma, o objetivo foi apresentar apontamentos de falhas na formação dos professores através de uma metodologia descritiva e de relatos de experiência de 15 alunos do Programa Especial de Graduação de Formação de Professores para Educação Profissional (PEG) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), analisando qualitativamente suas experiências durante a realização do curso. Mediante a uma mesa redonda com trocas de informações, relatos de experiência e pesquisa sobre o tema, relacionados aos conhecimentos de alguns autores, tem-se a preocupação com a formação docente, o que compete às instituições formadoras repensar em suas práticas, romper com o modelo de educação tradicional, proporcionando ao futuro professor o desenvolvimento de uma identidade docente, levando-o à competência de reflexão. Isto inclui como fator importante para a formação docente, tratando-se de práticas iniciais, o quão envolvido o aluno está neste processo de automodificação, internalização das experiências e a administração das expectativas. A participação no programa é de extrema importância principalmente para acadêmicos que possuem formação em bacharelado e pretendem trabalhar com educação, recebendo capacitação na área da licenciatura.

Biografia do Autor

Bernardo Petry Prates, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
Mestre em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Rio Grande do Sul - Brasil
Isabela de Lourdes Valente, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
Mestre em Engenharia Química pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Rio Grande do Sul - Brasil .
Caroline Trindade Brentano, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
Graduação em Administração de Empresas Habilitação em Comércio Exterior pela Faculdade Metodista de Santa Maria (FAMES), Rio Grande do Sul, Brasil.
Rosemar de Queiroz, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
Mestra em Ciências do Solo pela Universidade Federal de Santa Maria(UFSM), Rio Grande do Sul, Brasil.
Matheus Afonso de Lima Alves, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
Mestre em Engenharia Química pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Rio Grande do Sul, Brasil.
Andreia Inês Dillenburg, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
Doutoranda em educação pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Rio Grande do Sul, Brasil.

Referências

ALARCÃO, I. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. 8. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

BARROS, L. R.; NEVES, M. L. R. C. A formação de professores: relato de uma experiência do estágio supervisionado com o uso da fotografia para ensinar biologia no ensino médio. Revista da SBEnBio, n.7, out. 2014.

BOLZAN, D.V. e POWACZUK, A.C.H. Docência universitária: a construção da professoralidade. Revista Internacional de Formação de Professores (RIFP), Itapetininga, v. 2, n.1, p. 160-173, 2017.

CANDAU, V. M. Rumo a uma nova didática. 20. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2010.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 33. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

GATTI, B. A. Didática e formação de professores: provocações. Cadernos de Pesquisa, v. 47, n.166, p.1150-1164, out./dez. 2017.

GATTI, B. A. Formação de professores: condições e problemas atuais. Revista Internacional de Formação de Professores (RIFP), Itapetininga, v. 1, n.2, p. 161-171, 2016.

GHEDIN, Evandro; OLIVEIRA, Elisangela Silva de; ALMEIDA, Whasgthon Aguiar de. "Estágio com pesquisa." São Paulo: Cortez, 2015.

HUBERMAN, A.M. Como realizam as mudanças em educação: subsídios para o estudo da inovação. São Paulo, Cultrix. 1973.

JAPIASSU, Hilton. O sonho transdisciplinar e as razões da filosofia. Rio de Janeiro: Imago, 2006.

LOGAREZI, A. M. e PUENTES, R. V. A didática no âmbito da pós-graduação brasileira. Uberlândia: EDUFU, 2017. p.196. (Coleção Biblioteca Psicopedagogia e Didática. Série Profissionalização Docente e Didática; v. 7).

MUNIZ, G. F. F. Q.; FERNANDES, T. G. O.; OLIVEIRA, D. I. F.; MACIEL, C. M. L. A.; MAGALHÃES, E. M. O papel do professor na interação e construção do conhecimento em aulas de ciências. Revista de Ensino, Educação e Ciências Humanas, Londrina: Unopar, v. 15, p. 381-387, dez. 2014. Edição especial.

NÓVOA, Antônio. Formação de professores e profissão docente. Lisboa: Dom Quixote, 1992. p. 13-33.

PIMENTA, S. G. Formação de professores – saberes da docência e identidade do professor. Revista Faculdade Educação., São Paulo, v. 22, n. 2, p. 72-89, jul./dez, 1996.

PIMENTA, S. G.; LIMA, M. S. L. Estágio e docência. Revisão técnica José Cerchi Fusari. São Paulo: Cortez, 2004. (Coleção docência em formação. Série saberes pedagógicos).

PIMENTA, S. G. O estágio na formação de professores: unidade teoria e prática? 11. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

PIMENTA, S. G.; ARAUJO, C. C.; DOMINGUES, I.; FUSARI, J. C.; GOMES, M. O.; PINTO, U. A.; BELLETATI, V. C. F. Cursos de pedagogia: transgressões na formação de professores polivalentes. In: ENCONTRO NACIONAL DE DIDÁTICA E PRÁTICAS DE ENSINO, 7., 2018, Salvador. Anais [...]. Salvador: UFBA, 2018.

ROMANOWSKI, J. P.; MARTINS, P. L. O. Técnicas de estudo para além da dimensão do fazer: novas tramas para as técnicas de ensino e estudo. Campinas: Papirus, p. 133-152, 2015. v. 1.

SILVA, J. C. M. Formação continuada dos professores: visando a própria experiência para uma nova perspectiva. Revista Ibero-americana de Educação. ISSN: 1681-5653 n. 55/3, 15 abr. 2011.

SILVA, V. G., ALMEIDA, P. C. A., GATTI, B. A. Referentes e critérios para a ação docente. Cadernos de Pesquisa, v. 46, n. 160, p. 286-311. abr./jun. 2016.

SODRÉ, G. de M. C. Gêneros orais e letramento: a mesa-redonda como objeto de ensino. Campina Grande, PB: UEPB, 2016.

TARDIF, Maurice. "Saberes docentes e formação de professores." Petrópolis: Vozes, 2002.

Publicado
2020-12-29
Seção
Artigo de Opinião