Fisioterapia aplicada à Ginecologia e Obstetrícia

Cintia Raquel Bim, Alline Lilian Perego, Hugo Pires-Jr.

Resumo


Este artigo tem por objetivo caracterizar o trabalho realizado pela fisioterapia na área de ginecologia e obstetrícia e a importância da atuação do profissional nesta especialidade. São abordadas as alterações anatômicas, fisiológicas e mecânicas pelas quais a gestante passa, patologias induzidas pela gestação, o papel dos exercícios aeróbicos e ginástica no pré e pós-parto e atuação fisioterápica em cirurgias ginecológicas. Mesmo através de uma bibliografia restrita, concluímos que o fisioterapeuta que trabalha com gestantes e pacientes ginecológicas proporciona benefícios à mãe e ao bebê, previne e/ou minimiza complicações e diminui o período de permanência hospitalar, dentre outros. Vimos também que a fisioterapia nessa especialidade merece ser melhor divulgada junto aos médicos e à população em geral, já que se mostra benéfica e eficaz.

Palavras-chave


fisioterapia; ginecologia e obstetrícia; gestantes

Texto completo:

Artigo_pdf


Iniciação Científica Cesumar
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9192 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1518-1243 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.