APLICAÇÃO DE BIOFERTILIZANTE DE BOVINOCULTURA LEITEIRA EM UM PLANOSSOLO

Alyne Martins Maciel, Jonathas Batista Gonçalves Silva, Andressa de Matos Nascimento, Vanessa Romario de Paula, Marcelo Henrique Otenio

Resumo


Dejetos de bovinos contêm quantidades significativas de nitrogênio e fósforo. Por isso, o manejo inadequado dos mesmos pode causar eutrofização dos corpos de água e poluição do solo. Porém, o correto manejo destes resíduos estabilizados traz benefícios ao solo, à cultura e possibilita a redução do uso de fertilizantes químicos convencionais. Este trabalho avaliou os efeitos da aplicação do biofertilizante proveniente da Água Residuária de Bovinocultura (ARB) leiteira nas características químicas e físicas de um Planossolo. O trabalho foi realizado no campo experimental da EMBRAPA Gado de Leite, localizado em Coronel Pacheco (MG). Foram aplicadas quatro doses (0, 10, 20 e 30 kg ha-1 de N) de biofertilizante e adubo NPK 30-00-20 em cultura de milho. Nas camadas de 0 a 20 cm de profundidade de solo foram avaliados: pH, textura, densidade, condutividade elétrica, matéria orgânica (MO), capacidade de troca catiônica efetiva (CTCt) e potencial (CTCT), soma de bases (SB), saturação por alumínio (m) e por bases (V), teores trocáveis de Ca, K, Mg, N e disponível de P. As doses de biofertilizante de ARB proporcionaram o mesmo efeito da adubação convencional no solo, no que se refere aos teores de macronutrientes, micronutrientes e índices de fertilidades. Os resultados indicam que é possível substituir parcialmente a adubação nitrogenada convencional por biofertilizante de ARB.

Palavras-chave


Água residuária de bovinocultura; Fertirrigação; Qualidade do solo.

Texto completo:

PDF

Referências


ALENCAR, T. L. de. et al. Atributos físicos de um Cambissolo cultivado e tratado com biofertilizante na Chapada do Apodi, Ceará. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 39, n. 3, 2015.

APHA - American Public Health Association; American Waterworks Association AWWA; WEF. Standard methods for the examination of water and wastewater. Washington, DC: WEF, 1368p. 2005.

BRASIL. Conselho Nacional de Meio Ambiente - CONAMA. Resolução n° 420, de 28 de dezembro de 2009. Dispõe sobre critérios e valores orientadores de qualidade do solo quanto à presença de substâncias químicas e estabelece diretrizes para o gerenciamento ambiental de áreas contaminadas por essas substâncias em decorrência de atividades antrópicas. Publicado no Diário Oficial da União em 30 dez. 2009.

CABRAL, J. R. et al. Impacto da água residuária de suinocultura no solo e na produção de capim-elefante. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 15, n. 8, Campina Grande ago. 2011. Disponível em: . Acesso em: 01 out. 2016.

CÔTE, C.; MASSE, D. I.; QUESSY, S. Reduction of indicator and pathogenic microorganisms by psychrophilic anaerobic digestion in swine slurries. Bioresource Technology, Oxford, v. 97, n. 1, p. 686-691, 2006.

CRUZ, A. C.; PEREIRA, F. dos S.; FIGUEIREDO, V. S. de. Fertilizantes organominerais de resíduos do agronegócio: avaliação do potencial econômico brasileiro. BNDES Setorial - Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, Rio de Janeiro, n. 45, 2017.

DOTTO, R. B.; WOLFF, D. B. Biodigestão e Produção de Biogás Utilizando Dejetos Bovinos. Disciplinarum Scientia. Série: Ciências Naturais e Tecnológicas, Santa Maria, v. 13, n. 1, p. 13-26, 2012. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2016.

EMBRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Manual de métodos de análise do solo. 2. ed. revista. Rio de Janeiro: E-Embrapa CNPS, 2011. Disponível em: . Acesso em: 08 jul. 2016.

EMBRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Produção de biogás a partir de dejetos da pecuária leiteira. EMBRAPA Gado de Leite, 2015. Disponível em: . Acesso em: 07 jul. 2016.

ERTHAL, V. J. T.; FERREIRA, P. A.; MATOS, A. T.; PEREIRA, O. G. Alterações físicas e químicas de um Argissolo pela aplicação de água residuária de bovinocultura. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 14, n. 5, p. 467-477, 2010. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2016.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Agricultura e Pecuária. 2016. Disponível em: .

INMET - INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA. Estação Meteorológica de Observação de Superfície Automática. Coronel Pacheco, MG. 2016.

IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Diagnóstico dos Resíduos Orgânicos do Setor Agrossilvopastoril e Agroindústrias Associadas. Brasília, 2012. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2016.

JÚNIOR, C. B.; et al. Agroenergia da biomassa residual: perspectivas energéticas, socioeconômicas e ambientais. 2. ed. Foz do Iguaçu; Brasília: Itaipu Binacional; FAO; Techno Politik, 2009.

KLEIN, V. A.; LIBARDI, P. L. Faixa de umidade menos limitante ao crescimento vegetal e sua relação com a densidade do solo ao longo do perfil de um Latossolo Roxo. Ciência Rural, v. 30, n. 6, 2000.

MATOS, A. T. Disposição de águas residuárias no solo. Viçosa: AEAGRI, 2006. 142 p. (Caderno Didático n. 38).

MATOS, C. F. et al. Efeito da aplicação de biofertilizante de dejetos de bovino no solo e cultura do sorgo. In: Embrapa Solos - Artigo em anais de congresso (ALICE). In: CONGRESSO SOBRE GERAÇÃO DISTRIBUÍDA E ENERGIA NO MEIO RURAL. São Paulo. Anais... São Paulo: Universidade de São Paulo, 2015.

MENDONÇA, H. V. et al. Crescimento de cana-de-açúcar sob aplicação de biofertilizante da bovinocultura e ureia. Revista em Agronegócio e Meio Ambiente, Maringá. Disponível em: . Acesso em: 19 dez. 2016.

MOREIRA, F. M. S.; SIQUEIRA, J. O. Microbiologia e bioquímica do solo. 2. ed. Lavras: Ed. da UFLA, 2006, 729 p.

NASCIMENTO, J. A. M. et al. Produção de melancia em solo adubado com esterco bovino e potássio. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v. 12, n. 2, p. 122-127, 2017.

OLIVEIRA, A. F. G. Testes estatísticos para comparação de médias. Revista Eletrônica Nutritime. nov./dez., 2008.

RIBEIRO, A. C.; GUIMARÃES, P. T. G.; ALVAREZ, V. V. H. Recomendação para o uso de corretivos e fertilizantes em Minas Gerais: 5ª aproximação. Viçosa: Comissão de Fertilidade do Solo do Estado de Minas Gerais, 1999. 359p.

ROSOLEM, C. A. et al. Potássio no solo em conseqüência da adubação sobre a palha de milheto e chuva simulada. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 41, n. 6, p. 1033-1040, 2006.

ROSOLEM, C. A.; CALONEGO, J. C.; FOLONI, J. S. S. Lixiviação de potássio da palha de espécies de cobertura de solo de acordo com a quantidade de chuva aplicada. Revista Brasileira de Ciência do Solo, p. 355-362, 2003.

SANTOS, A. B.; FAGERIA, N. K.; ZIMMERMANN, F. J. P. Atributos químicos do solo afetado pelo manejo da água e do fertilizante potássico na cultura de arroz irrigado. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 6, n. 1, p. 12-16, 2002.

SCHERER, E. E.; NESI C, N.; MASSOTTI, Z. Atributos químicos do solo influenciados por sucessivas aplicações de dejetos suínos em áreas agrícolas de Santa Catarina. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 34, n. 4, 2010.

SILVA, J. B. G. et al. Concentração de metais em um solo adubado com água residuária da bovinocultura de leite. Revista Engenharia na Agricultura, v. 24, n. 4, p. 357-367, 2016.

SOUSA, G. G. et al. Fertirrigação com biofertilizante bovino: efeitos no crescimento, trocas gasosas e na produtividade do pinhão-manso. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v. 8, n. 3, 2013.

SOUZA, J. A. A. et al. Contaminação microbiológica do perfil do solo com esgoto sanitário. Acta Scientiarum. Technology, Maringá, v. 33, n. 1, p. 5-8, 2011.

SOUZA, J. A. R. et al. Variação do nitrogênio e fósforo em solo fertirrigado com efluente do tratamento primário da água residuária da suinocultura. Ambiente & Água-An Interdisciplinary Journal of Applied Science, v. 4, n. 3, 2009.

STATSOFT. STATISTICA (data analysis software system), version 8.0. 2007. Disponível em: .

USDA. United States Department of Agriculture. USDA Foreign Agricultural Service. 2016.

ZANINE, A. de M. et al. Influência da adubação nitrogenada na forma de chorume bovino na matéria seca e nutrientes acumulados nas raízes de gramíneas forrageiras. Embrapa Agrobiologia - Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (INFOTECA-E), 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2019v12n1p151-171

Revista em Agronegócio e Meio Ambiente


Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 2176-9168 On-line
ISSN 1981-9951 Versão impressa interrompida em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.