O Conto “Os Objetos” de Lygia Fagundes Telles sob o Olhar da Singularização

Karine Pásseri, Luciane dos Santos

Resumo


O presente trabalho apresenta um estudo a respeito do procedimento da singularização (estranhamento) defendido pelo formalista russo Viktor Chklovski, em “Iskusstvo kak priem” (“A arte como processo”), ensaio publicado na segunda edição da Poetika (1917). Para tal formalista a singularização ou estranhamento ocorre quando uma obra, nesse artigo, literária apresenta ao leitor uma forma de apreciação a qual reavalia expectativas e conceitos acerca da mesma. A intenção desta técnica é criar um entendimento particular a respeito do objeto. Considerando tal teoria, este trabalho mostrará a análise do conto Os Objetos, de Lygia Fagundes Telles, sob o olhar do processo referido. Dessa forma, refletir-se-á a respeito do estranhamento em tal diegese. A escolha de tal tema justifica-se pela carência de material teórico referente a este tipo de análise e pelo fato desse procedimento poder colaborar na compreensão literária de outros textos da mesma estirpe. Como resultado, esperar-se-á confirmar que o conhecimento de tal processo realmente proporcione visões diferenciadas (estranhamento) a respeito do objeto em estudo.

Palavras-chave


Viktor Chklovski; Singularização; Os Objetos.

Texto completo:

Artigo_Pdf


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/1516-2664.2011v16n1p%25p

Revista Cesumar – Ciências Humanas e Sociais Aplicadas
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9176 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1516-2664 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.