Unificação da Educação Superior na América Latina

Maria Idati Eiró Nogueira de Sá

Resumo


O expressivo crescimento numérico das instituições privadas de ensino superior na América Latina possibilita a formação de maior número de pessoas em nível superior, ampliando o contingente de indivíduos com este nível de escolaridade. A Declaração de Bolonha, caracterizada como um acordo firmado por diversos países europeus para unificação do ensino superior até o ano de 2010, ganha dimensões transatlânticas e chega à América Latina. Assim, no Mercosul, a proposta de unificação do ensino superior acontecerá por meio do Mercosul Educacional, priorizando, num primeiro momento, a mobilidade dos estudantes entre os países-membros. Ante o aumento da população com diplomação universitária e a unificação do ensino superior na América Latina, este trabalho apresenta duas preocupações principais: com o estabelecimento de padrões mínimos de qualidade capazes de viabilizar a unificação de um ensino de referência na América Latina e com uma formação do ser humano de caráter não apenas técnico, mas integral e crítico.

Palavras-chave


Ensino Superior; Qualidade do Ensino; Unificação; América Latina; Mercosul Educacional; Higher Education; Teaching Quality; Unification; Latin America; Mercosul Educational.

Texto completo:

Artigo_Pdf


Revista Cesumar – Ciências Humanas e Sociais Aplicadas
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9176 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1516-2664 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.