Estudo da Estabilidade de Géis Contendo Vitamina C, Manipulados em Farmácias da Cidade de Maringá - PR

Julimary Suematsu de Aquino, Leticia Soffa Carmello, Daniele Fernanda Felipe, Rogério Aparecido Minini dos Santos

Resumo


Nos últimos anos tem ocorrido uma expansão das preparações farmacêuticas manipuladas. Dentro da prática da manipulação tem-se o problema da qualidade da manipulação e a estabilidade do produto final. Após o desenvolvimento de uma formulação, é importante submeter o produto a testes de controle de qualidade e estudos de estabilidade. Dentre as substâncias ativas que apresentam baixa estabilidade, destaca-se a vitamina C, que é termolábil, instável quanto à oxidação, é rapidamente destruída pela ação da luz, e sua estabilidade aumenta com a diminuição da temperatura. Devido a essas características, produtos contendo este ativo necessitam de cuidados especiais para evitar erros na manipulação e na utilização. O objetivo desta pesquisa foi avaliar a estabilidade de géis contendo vitamina C, adquiridas em farmácias de manipulação. Foi feita a aquisição de cinco formulações contendo vitamina C, manipuladas por cinco diferentes farmácias da cidade de Maringá-PR. Foi realizado um estudo de estabilidade acelerada das formulações, onde as amostras, na embalagem original, foram armazenadas em diferentes temperaturas (5°C, temperatura ambiente e 40°C), e nos tempos zero, 30, 60 e 90 dias as amostras foram submetidas a análises das características organolépticas, aspecto, consistência, diferenças quanto ao material de acondicionamento, pH e teor da substâncias ativa. Foi possível observar que a amostra da Farmácia E, acondicionada em bisnaga de alumínio e armazenada em geladeira obteve o melhor resultado, ou seja, menor redução do teor de vitamina C ao término do estudo de estabilidade, sendo estas as condições ideais para acondicionamento e armazenamento de formulações contendo vitamina C.

Palavras-chave


Instabilidade, Oxidação, Vitamina C

Texto completo:

PDF


Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.