Enteroparasitoses na População Infantil sua Prevalência e os Modelos de Decisão Utilizados: Revisão Sistemática

Ulanna Maria Bastos Cavalcante, Silvia Adelaide Linhares de Melo, Caliandra Maria Bezerra Luna Lima

Resumo


Objetivo: identificar a prevalência de enteroparasitoses na população infantil e principais modelos de decisão utilizados na tomada de decisão. Metodologia: procedeu-se uma revisão sistemática, com os descritores Doenças parasitárias and Crianças and Prevalência em português e Parasitic diseases and Children and Prevalence em inglês, na Biblioteca Virtual de Saúde, nas bases de dados LILACS (Literatura em Ciências da Saúde) e SciELO (Scientific Eletronic Library Online). Entre 2010 e 2014. Resultados: observou-se que os parasitos mais frequentes foram: Ascaris lumbricoides; Ancylostomidae; Trichuris trichiura; Giardia lamblia; Entamoeba coli; Endolimax nana. Em relação ao tipo de análise estatística utilizada, a regressão é a única considerada um modelo de tomada de decisão. As demais são técnicas capazes de gerar resultados. Conclusão: Ascaris lumbricoides; Ancylostomidae; Trichuris trichiura; Giardia lamblia; Entamoeba coli; Endolimax nana, são os tipos que mais afetam a população. As análises estatísticas estão sendo feitas de forma pouco detalhada, quanto ao seu delineamento.

Palavras-chave


Doenças parasitárias; Crianças; Prevalência

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9206.2015v8n3p585-590

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.