Tendências de Prescrição de Antimicrobianos em Idosos Hospitalizados em um Hospital Universitário

Kassio Cardoso Sousa, Ana Carla Godinho Pinto, Marcos Valério Silva, Orenzio Soler, Vanessa Cuentro, Marcieni Andrade

Resumo


Objetivo: Identificar tendências na prescrição de antimicrobianos em idosos hospitalizados em um hospital universitário no estado do Pará. Método: Estudo observacional e transversal que avaliou e analisou prontuários em relação a características do paciente, diagnóstico e tratamento. Sendo tendências de prescrição identificadas por análise de frequência. Resultados: Foram avaliados 299 prontuários, sendo observado uma predominância de idosos jovens (80%) do sexo feminino (56,5%) que tiveram como principal causa de internação infecções do trato respiratório. O tratamento foi predominantemente empírico, predominando a utilização de cefalosporinas de 3º geração, macrolídeos e quinolonas. Quando relacionado a patologia ao medicamento predominou a utilização de cefalosporinas para o tratamento de infecções do trato respiratório e complicações da diabetes mellitus tipo II. Conclusão: Identificou-se a necessidade de desenvolvimento de protocolos clínicos na instituição para padronização do tratamento e estímulo ao uso racional de antimicrobianos com o objetivo de garantir a segurança do paciente.

Palavras-chave


Anti-infecciosos; Idoso; Prescrição de Medicamentos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9206.2015v8n3p501-508

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.