Estudo Sobre a Eficácia do Uso de Inibidores da Recaptação de Norepinefrina e Serotonina no Tratamento da Obesidade (Sibutramina®)

Luciano Ferreira Ferreira, Elenice Gomes Gomes

Resumo


A obesidade é uma doença crônica, e sua prevalência vem crescendo nas últimas décadas. Por esse motivo, torna-se diversificado o tratamento para a redução de peso, principalmente no que diz respeito à utilização farmacológica. Assim, o objetivo desta pesquisa é avaliar a eficácia do cloridrato monohidratado de sibutramina na terapia farmacológica anti-obesidade no período de 2 a 4 meses. Foram analisados 487 prontuários de pacientes que se submeteram ao tratamento farmacológico para perda de peso no ano de 2003. Destes foram selecionados os pacientes que utilizaram a sibutramina em seu tratamento e subsequente distribuídos em dois grupos (sibutramina e sibutramina+fluoxetina) que foram compostos por 41 e 21 pacientes, respectivamente. De acordo com o tempo de tratamento pode-se observar que o grupo sibutramina apresentou uma média de perda de peso de 4,9Kg, 6,6Kg e 9,6Kg em 2, 3 e 4 meses, respectivamente, para 3,3Kg, 3,6Kg e 1,7Kg no grupo sibutramina+ fluoxetina em 2, 3 e 4 meses. Em consequência o IMC mostrou-se com uma redução proporcional, porém a diferença entre o IMC dos dois grupos, não foi significativa. Assim ao compararmos os resultados com outros estudos pode-se concluir que a sibutramina mostrou-se eficaz no tratamento para a obesidade.

Palavras-chave


Obesidade; Tratamento; Sibutramina.

Texto completo:

Artigo_pdf

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.