<b>Percepções do lazer como ingrediente de bem-estar para famílias de baixa-renda de Maringá

  • Érika Lopes de Moraes Gomes CESUMAR
  • Giuliano Gomes de Assis Pimentel CESUMAR
Palavras-chave: tempo livre, pobreza, qualidade de vida

Resumo

O lazer está relacionado à qualidade de vida, porém nem sempre é usufruído de maneira satisfatória. Nas comunidades de baixo poder aquisitivo percebe-se uma dificuldade em atingi-lo em áreas externas, devido à localização, ao custo dos meios de transporte coletivo e ao desconhecimento destas áreas, que, por sua vez, são poucas. Além destes problemas, existe também a falta de compromisso dos órgãos públicos com o acesso dessas comunidades aos equipamentos específicos de lazer de Maringá. Visando atuar sobre essa realidade, a pesquisa se deu na procura de meios para a realização de atividades de lazer em áreas externas para os indivíduos de baixa renda, em que buscou refletir como esta prática pode gerar a melhoria na qualidade de vida e propor uma política de intervenção voltada a essa problemática.

Biografia do Autor

Érika Lopes de Moraes Gomes, CESUMAR
Acadêmica do Curso de Turismo do CESUMAR - Centro Universitário de Maringá, Programa de Bolsas de Iniciação Científica do CESUMAR/PROBIC
Giuliano Gomes de Assis Pimentel, CESUMAR
Orientador e Docente do CESUMAR - Centro Universitário de Maringá
Publicado
2007-07-19
Seção
Artigos Originais