<b>A Catarse em “Gota D´Água”, de Chico Buarque

  • Alexsandro Cordeiro Alves da Silva Cesumar
  • Luciane dos Santos Iriyoda Cesumar
Palavras-chave: Catarse, Gota d’Água, Catharsis, Gota d´água

Resumo

A presente pesquisa possui como tema a catarse na peça “Gota d´Água”, de Chico Buarque e Paulo Pontes. A obra faz intertextualidade com Medéia, um clássico de Eurípedes, o qual tem inspirado vários trabalhos de cunho moral e social, no decorrer de toda a história da humanidade. A peça “Gota d´Água” traça o mito de personagens pobres e macumbeiros, contrastados com reis e feiticeiros da antiga história grega. Medéia, Jasão, Creonte, Aia de Medéia e o Coro Tradicional dos Gregos estão diferentemente caracterizados na obra atual. É um retrato da sociedade moderna, que explicitamente é injusta e cheia de contrastes sociais, realidade de muitos brasileiros do século XXI. O objetivo geral deste trabalho é demonstrar como ocorre a catarse na peça “Gota d´Água”. Para isso, conceituaremos teoricamente o que é catarse, para depois a relacionarmos com situações cotidianas e, também, realizar comparações entre a obra e cenas que apresentam mais explicitamente a catarse no cotidiano brasileiro. Esta pesquisa é, basicamente, de natureza bibliográfica. Espera-se, após o seu término, mostrar que a catarse, mesmo de base teórica aristotélica, pode relacionar-se com textos atuais, próximos do cotidiano do social atual.

Biografia do Autor

Alexsandro Cordeiro Alves da Silva, Cesumar
Acadêmico do Curso de Letras do Centro Universitário de Maringá - CESUMAR.
Luciane dos Santos Iriyoda, Cesumar
Docente da Disciplina de Iniciação aos Estudos Literários no Curso de Letras do Centro Universitário de Maringá - CESUMAR.
Publicado
2007-11-20
Seção
Artigos Originais