Estado Nutricional e o Consumo Alimentar de Adolescentes de uma Escola Privada de Maringá - PR

Gabriela Bertoni Martins, Thais Nascimento Ferreira, Isabelle Zanquetta Carvalho

Resumo


A urbanização e a globalização vêm se destacando como causas nos cenários das modificações alimentares. O objetivo do presente estudo foi associar o estado nutricional ao consumo alimentar dos adolescentes de uma escola privada da cidade de Maringá (PR). A avaliação do estado nutricional foi realizada IMC/I, o valor resultante foi analisado na tabela de escore-z da World Health Organization, e classificado segundo pontos de cortes adotado pelo Sisvan, porém foi realizada adaptação na nomenclatura. A Avaliação do consumo alimentar foi por meio do questionário alimentar desenvolvido por Castro et al. Foram avaliados 130 adolescentes, observou-se que a maioria dos indivíduos apresentavam peso adequado, embora 40% dos adolescentes possuíam peso acima do adequado. Ao avaliar o consumo alimentar, observou-se que um grande percentual (64%) de adolescentes consumiam alimentos não saudáveis em maior freqüência. Os indivíduos classificados com peso adequado apresentaram menor frequência de consumo de alimentos saudáveis (66,7%), já os indivíduos obesos apresentaram um dos menores índices de consumo de alimentos não saudáveis (38,9%). Fatos como, omissão de atos, excesso de consumo de alimentos, causas endócrinas podem proporcionar um balanço energético positivo. Destaca-se, a relevância da reeducação e orientação alimentar, demonstrando a importância da nutricionista e desenvolvimento de ações estratégicas de Saúde Pública.

Palavras-chave


Adolescentes; Consumo Alimentar; Estado Nutricional

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.