Avaliação do Nível de Cooperação de Pacientes em Terapia Periodontal de Suporte

Manoel Cirilo Silva Neto, Samantha Ariadne Alves Freitas, Camila Lima Duailibe, Liana Linhares Lima Serra, Antonio Luiz Amaral Pereira, Adriana de Fátima Vasconcelos Pereira

Resumo


O objetivo deste estudo foi avaliar o grau de cooperação dos pacientes da Clínica de Periodontia do Curso de Odontologia da Universidade Federal do Maranhão durante a terapia periodontal de suporte (TPS). Avaliou-se a profundidade de sondagem (PS), recessão gengival (RG), nível de inserção clínica (NIC), mobilidade dentária, envolvimento de furca, índice de placa (IP) e índice de sangramento gengival (ISG) de 16 pacientes adultos em três fases: baseline, T1 e T2. Os indivíduos foram diagnosticados quanto à condição periodontal e responderam ao questionário sobre o impacto na rotina e qualidade de vida nos últimos seis meses pelo índice OHIP-14 (Oral Health Impact Profile). Os dados foram submetidos à análise estatística. Os pacientes foram classificados conforme o grau de cooperação em: colaboradores (75%), colaboradores irregulares (12,5%) e não colaboradores (12,5%). A PS e o NIC dos pacientes colaboradores durante as três fases não sofreram diferenças significativas. O ISG sofreu uma redução comparada ao baseline. A média do IP dos pacientes colaboradores sofreu uma pequena redução, ao contrário dos colaboradores irregulares. Não houve escores de impacto forte na avaliação do OHIP-14, demonstrando uma boa percepção da qualidade da saúde bucal pelos indivíduos. Os pacientes colaboradores tiveram um impacto fraco em relação à doença periodontal nas duas fases do estudo (T1 e T2). Os principais diagnósticos foram a gengivite associada ao biofilme (38,46%) e periodontite crônica avançada localizada (30,76%). Pode-se concluir que os pacientes, em sua maioria, mostraram-se colaboradores na TPS, mantendo sua condição periodontal estável ou progredindo para saúde periodontal.

Palavras-chave


Doenças periodontais; Motivação; Cooperação do paciente; Qualidade de vida.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9206.2015v8n3p439-450

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.