Fatores Associados ao Índice de Massa Corporal em Portadores de Diabetes Mellitus

Livia de Carvalho Dias, Isabelle Christine Vieira da Silva Martins, Antonio José de Oliveira Castro

Resumo


O objetivo deste estudo foi verificar a associação entre os aspectos socioeconômicos, clínicos e o Índice de Massa Corporal em portadores de Diabetes Mellitus. Foi realizado estudo descritivo e analítico de 100 pacientes com Diabetes Mellitus que frequentavam a Organização Não Governamental (ONG) “Casa do Diabético”, em Belém - Pará, com aplicação de questionário de dados socioeconômicos e clínicos. A análise estatística foi realizada no programa BioEstat versão 5.0. A partir dos resultados constatou-se associação significativa entre os adultos (48,93 ± 7,97 anos) que utilizavam insulinoterapia plena (p = 0,003) e possuíam nível de escolaridade fundamental incompleto e superior (p = 0,004) com a classificação de Índice de Massa Corporal adequada. A insulinoterapia e o nível de escolaridade fundamental incompleto e superior foram associados ao Índice de Massa Corporal adequado, que contribui para avaliação dos métodos terapêuticos realizados pela ONG, assim como para elaboração de estratégias de tratamento viáveis à realidade do portador de Diabetes Mellitus.

Palavras-chave


Diabetes Mellitus; Escolaridade; Índice de Massa Corporal.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9206.2016v9n2p299-307

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.