Estudo Comparativo entre Amostras Colhidas com Heparina e Soro para a Determinação de Eletrólitos (Sódio e Potássio)

Marciele Fabiana Rebecchi, Talma Reis Leal Fernandes

Resumo


Os distúrbios hidroeletrolíticos estão entre as ocorrências mais comuns na prática médica, podendo representar risco de vida ou de sequelas para o paciente. Entre as anormalidades eletrolíticas mais frequentes, tanto do ponto de vista clínico quanto em termos de valores laboratoriais anormais, estão alterações de sódio e de potássio, as quais necessitam de uma avaliação cuidadosa para determinar seu exato papel no estado clínico geral do paciente. Para atingir qualidade no diagnóstico, o exame laboratorial é de fundamental importância e sua qualidade inicia no momento da coleta das amostras para análise; portanto, o objetivo deste trabalho é comparar amostras de plasma heparinizado e soro para a determinação dos eletrólitos, sódio e potássio, o que pode contribuir para assegurar a eficácia clínica destas dosagens. As determinações foram realizadas com eletrodos seletivos de íons e os resultados obtidos não demonstraram diferenças estatísticas significativas para dosagens destes eletrólitos, sódio e potássio, em plasma ou soro. Com base nestes resultados, conclui-se que, para determinação de sódio e potássio por eletrodos seletivos de íons, no equipamento Architect CI 8200 (ABOTT), pode ser recomendada tanto a utilização de soro como plasma.

Palavras-chave


Eletrólitos; Plasma; Soro; Electrolytes; Plasma; Serum.

Texto completo:

Artigo_PDF


Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.