Avaliação Nutricional e Risco Para Doenças Cardiovasculares em Mulheres Idosas Residentes em Instituição Asilar

Flávia Regina Moleiro, Rose Mari Bennemann

Resumo


O aumento da expectativa de vida acarretou aumento no número de idosos na população. O Brasil está passando por um processo de envelhecimento rápido e intenso. A evolução da população geriátrica brasileira crescerá 3,22 vezes até o ano de 2025, o número de indivíduos acima de 65 anos aumentará 8,9 vezes e, acima de 80 anos, 15,6 vezes. O objetivo deste trabalho foi avaliar o estado nutricional e o risco para doenças cardiovasculares de mulheres idosas residentes em duas instituições asilares. O estado nutricional e o risco para doenças cardiovasculares (DCVs) foram determinados por meio da antropometria. Participaram do estudo 26 idosas. A avaliação do estado nutricional mostrou prevalência de peso adequado em 42,3% das idosas, quando avaliadas pela circunferência do braço (CB) e em 84,6% das idosas, quando avaliadas pela prega cutânea tricipital (PCT). Excesso de peso e obesidade foi verificado em 26,9% e 34,6% das idosas, respectivamente, quando avaliadas pelo índice de massa corporal (IMC). Em relação à circunferência muscular do braço (CMB) e a área muscular do braço (AMB), 88,5% apresentaram massa muscular adequada quando avaliadas pela CMB e 84,6% apresentaram massa muscular adequada, quando avaliadas pela AMB, indicando baixo risco nutricional. Da mesma forma a maioria (69,2%) das idosas apresentaram risco para doenças cardiovasculares. Os resultados retratam a necessidade de acompanhamento destes indivíduos.

Palavras-chave


Idosos; estado nutricional; risco para doenças cardiovasculares; Elderly; Nutritional status; Risk for cardiovascular disease.

Texto completo:

Artigo_Pdf


Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.