<b>Caracterização e Percepeção Ambiental Dos Resíduos Sólidos Urbanos nas Diferentes Classes Sociais no Município de Alfenas – MG

  • Luciano Tavares Costa UNIFAL-MG
  • Dirlane de Fátima do Carmo Universidade Federal Fluminense - UFF
  • Fabiano Magalhães Universidade Federal de Alfenas - UNIFAL
Palavras-chave: Resíduo Sólido Urbano, Coleta Seletiva, Meio Ambiente.

Resumo

Os resíduos sólidos urbanos (RSU) domésticos do município de Alfenas foram caracterizados sob o ponto de vista social, econômico e cultural, tomando-se uma amostragem de cinco áreas distintas, representando três segmentos principais da população: classe baixa, média e alta. O trabalho teve como motivação a investigação de números para implementação de um programa de gerenciamento integrado dos resíduos sólidos no município, bem como servir de base para futuros estudos de extensão e pesquisa sobre o potencial de reciclagem dos materiais que são diariamente destinados ao aterro controlado. Também foi avaliada a percepção da população quanto à sua participação no processo e a necessidade de um programa de educação ambiental. Os resultados obtidos mostraram que cerca de 55% do lixo doméstico gerado é constituído de material orgânico e 45% de resíduo seco. Uma análise mais detalhada deste último mostrou que aproximadamente 65% são formados por papel/papelão e plásticos, seguidos por vidro, alumínio e outros metais. Do total de plásticos contabilizados, foi realizado uma separação primária, em polietileno, poli(tereftalato de etileno), poli(cloreto de vinila), polipropileno e poliestireno, dos quais polietileno foi caracterizado o material de maior contribuição na geração de resíduos sólidos. O índice médio calculado de RSU para o município de Alfenas foi de 0,5 kg/hab.dia, com desvio padrão de 0,1 kg/hab.dia. Os resultados revelam que cerca de 20 ton/mês de resíduos com potencial de reciclagem são destinados ao aterro controlado.

Biografia do Autor

Luciano Tavares Costa, UNIFAL-MG
PhD em Físico-Química pela Universidade de São Paulo - USP e PhD em Química pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG; Docente do Instituto de Química da Universidade Federal de Alfenas - UNIFAL-MG. E-mail: luciano.costa@unifal-mg.edu.br; costalt@gmail.com; fabiano@unifal-mg.edu.br.
Dirlane de Fátima do Carmo, Universidade Federal Fluminense - UFF
PhD em Hidráulica e Saneamento pela Universidade de São Paulo – USP; Docente da Escola de Engenharia da Universidade Federal Fluminense – UFF. E-mail: dirlanefc@gmail.com
Fabiano Magalhães, Universidade Federal de Alfenas - UNIFAL
PhD em Físico-Química pela Universidade de São Paulo e PhD em Química pela UFMG, Docente do Instituto de Ciência Exatas da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG): E-mail: fabiano@unifal-mg.edu.br
Publicado
2012-02-06
Seção
Meio Ambiente