Substratos a base de compostos orgânicos destinados à produção de mudas de cana-de-açúcar via minitoletes

Palavras-chave: Compostagem, Insumos alternativos, Mudas pré-brotadas, Cinza de casca de arroz, Casca de arroz carbonizada

Resumo

O sistema de produção de mudas de cana-de-açúcar via minitoletes apresenta-se como uma interessante alternativa ao sistema de plantio convencional, o qual requer grande quantidade de material de propagação, porém o sistema alternativo demanda quantidades significativas de substrato para o desenvolvimento vegetativo inicial da cana. Nesse sentido, o objetivo do presente trabalho foi determinar o potencial de dois compostos orgânicos na elaboração de substratos para a produção, a partir de minitoletes, de mudas de cana-de-açúcar genótipo RB966928. Os resíduos utilizados para a produção dos compostos orgânicos foram: bagaço e palha de cana-de-açúcar, serragem, casca de acácia, cama de aviário e torta de tungue. Na formulação dos substratos adicionou-se diferentes proporções de cinza de casca de arroz e casca de arroz carbonizada aos compostos, resultando em oito substratos, nos quais foram avaliados os parâmetros físico-hídricos, pH e condutividade elétrica. Como controle utilizou-se um substrato comercial. Os ensaios de eficiência agronômica foram conduzidos em casa de vegetação durante 70 dias e as variáveis agronômicas avaliadas foram: porcentagem de brotação, número de folhas, diâmetro do colo, altura, massa fresca e seca da parte aérea e massa seca da raiz. Os substratos apresentaram pH, condutividade elétrica e características físico-hídricas satisfatórias, refletindo no desenvolvimento das mudas, em que os substratos a base de compostos orgânicos proporcionaram respostas agronômicas iguais ou superiores ao substrato comercial. Os substratos formulados com as doses de 100% composto orgânico 1 e 75% composto orgânico 1 + 12,5% casca de arroz carbonizada + 12,5% cinza de casca de arroz apresentam maior potencial para produção de mudas de cana-de-açúcar.

Biografia do Autor

Thaís Wacholz Kohler, Universidade Federal de Pelotas - UFPel
Mestre em agronomia pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas (RS), Brasil.
Luize Silva Mascarenhas, Universidade Federal de Pelotas - UFPel
Mestre em Fisiologia Vegetal pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas (RS), Brasil.
Lucas Silva Lemões, Universidade Federal de Pelotas - UFPel
Mestre em agronomia pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas (RS), Brasil.
Adílson Härter, Universidade Federal do Paraná - UFPR
Doutor em Agronomia pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba (PR), Brasil.
Vanessa Sacramento Cerqueira, Universidade Federal de Pelotas - UFPel
Doutora em Microbiologia Agrícola e do Ambiente pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professora Adjunta no Centro de Engenharias e do Programa de Pós-graduação em Sistemas de Produção Agrícola Familiar da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas (RS), Brasil.
Sérgio Delmar dos Anjos e Silva, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - EMBRAPA
Doutor Fitotecnia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. É pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Clima Temperado. Professor convidado do Programa de Pós-Graduação em Sistema de Produção Agrícola Familiar da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas (RS), Brasil.

Referências

ABREU, A. H. M.; LELES, P. S. S.; MELO, L. A.; FERREIRA, D. H. A. A.; MONTEIRO, F. A. S. Produção de mudas e crescimento inicial em campo de Enterolobium contortisiliquum produzidas em diferentes recipientes. Revista Floresta, v. 45, n. 1, p. 141-150, 2015. http://dx.doi.org/10.5380/rf.v45i1.28931.

ALVES, T. N.; CARVALHO, B. L.; GUEDES, P. T. P.; NORDI, N. T.; AIRES, E. S.; OLIVEIRA, M. M. V.; RODRIGUES, J. D. Produção de mudas de manjericão (Ocimum basilicum L.) sob efeito de diferentes substratos. Research, Society and Development, v. 10, n. 2, p., 2021. https://doi.org/10.33448/rsd-v10i2.12867.

ASSAD, L. Aproveitamento de resíduos do setor sucroalcooleiro desafia empresas e pesquisadores. Ciência e Cultura, v. 69, n. 4, p. 13-16, 2017.

BOODT, M.; VERDONCK, O. The physical properties of the substrates in horticulturae. Acta Horticulturae, v. 26, p. 37-44, 1972. DOI: https://Doi: 10.17660 / ActaHortic.1972.26.5.

BRASIL. Instrução Normativa SDA N° 17, de 21 de maio de 2007. Aprova os métodos analíticos oficiais para análise de substratos e condicionadores de solos, na forma do anexo à presente Instrução Normativa. 2007.

BRASIL. Instrução Normativa SDA N° 07, de 12 de abril de 2016. Altera os anexos IV (limites máximos de contaminantes admitidos em substrato para plantas) e V (limites máximos de contaminantes admitidos em fertilizantes orgânicos e condicionadores de solo) da Instrução Normativa SDA Nº 27, de 05 de junho de 2006. https://www.lex.com.br/legis_27129277_INSTRUCAO_NORMATIVA_N_7_DE_12_DE_ABRIL_DE_2016.aspx 01 Jul. 2020.

BRASIL. Instrução normativa SDA No 31, de 23 de outubro de 2008. Altera os subitens 3.1.2, 4.1 e 4.1.2, do Anexo à Instrução Normativa SDA Nº 17, de 21 de maio de 2007. https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/laboratorios/credenciamento-e-laboratorios-credenciados/legislacao-metodos-credenciados/fertilizantes-substratos/INSTRUONORMATIVASDAN31DE23DEOUTUBRODE2008.pdf/view

BRITO, L. P. S.; BECKMANN-CAVALCANTE, M. Z.; AMARAL, G. C.; SILVA, A. A.; AVELINO, R. C. Reutilização de resíduos regionais como substratos na produção de mudas de cultivares de alface a partir de sementes com e sem peletização. Revista de la Facultad de Agronomía, v. 116, n. 1, 2017.

CARMO, A. J. et al. Níveis de esterco bovino em substratos para produção de mudas de abóbora. Brazilian Journal of Animal and Environmental Research, v. 3, n. 2, p. 685-694, 2020.

COSTA, J. C. F.; MENDONÇA, R. M. N.; FERNANDES, L. F.; OLIVEIRA, F. P.; SANTOS, D. Caracterização física de substratos orgânicos para o enraizamento de estacas de goiabeira. Revista Brasileira Agropecuária Sustentável, v. 7, n. 2, p. 16-23, 2017.

CRUZ, C. D. Genes Software - extended and integrated with the R, Matlab and Selegen. Acta Scientiarum. v. 38, n. 4, p. 547-552, 2016. https://Doi:10.4025/actasciagron.v38i4.32629.

EMBRAPA. Estação Agroclimatológica de Pelotas (Capão do Leão). Pelotas: Embrapa Clima Tempo, 2020. Disponível em: http://agromet.cpact.embrapa.br. Acesso em: 08 mar. 2021.

FAGERIA, N. K.; MOREIRA, A. The Role of Mineral Nutrition on Root Growth of Crop Plants. In: Donald L. Sparks (ed.). Advances in Agronomy, v. 110, p. 251-331, 2011. DOI: https://doi.org/10.1016/B978-0-12-385531-2.00004-9.

FERMINO, M. H. O uso da análise física na avaliação da qualidade de componentes e substratos. In: ENCONTRO NACIONAL DE SUBSTRATOS PARA PLANTAS, p. 29-37, 2002.

FERMINO, M. H. Substratos: composição, caracterização, e métodos de análise. Guaíba: Agrolivros, 2014. 112p.

FERMINO, M. H.; KÄMPF, A. N. Densidade de substratos dependendo dos métodos de análise e níveis de umidade. Horticultura Brasileira, v. 30, n. 1, p. 75-79, 2012. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-05362012000100013.

GASPARIN, E.; AVILA, A. L.; ARAUJO, M. M.; CARGNELUTTI FILHO, A.; DORNELES, D. U.; FOLTZ, D. R. B. Influência do substrato e do volume de recipiente na qualidade das mudas de Cabralea canjerana (Vell.) Mart. em viveiro e no campo. Ciência Florestal, v. 24, n. 3, p. 553-563, 2014. DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1980509815731.

GÍRIO, L. A. S.; DIAS, F. L. F.; REIS, V. M.; URQUIAGA, U.; SCHULTZ, N.; BOLONHEZI, D.; MUTTON, M. A. Bactérias promotoras de crescimento e adubação nitrogenada no crescimento inicial de cana de açúcar proveniente de mudas pré brotadas. Pesquisa agropecuária brasileira, v. 50, n. 1, p. 33-43, 2015.

KÄMPF, A. N. Produção comercial de plantas ornamentais. 2ª ed. Guaíba: Agrolivros, 2005. 254p.

KÄMPF, A. N. Seleção de materiais para uso como substrato. In: KÄMPF, A. N.; FIRMINO, M. H. (Eds). Substrato para plantas: a base da produção vegetal em recipientes. Porto Alegre: Gênesis, p. 139-145, 2000.

LANDELL, M. G. A.; CAMPANA, M. P.; FIGUEIREDO, P. Sistema de multiplicação de cana-de-açúcar com uso de mudas pré-brotadas (MPB), oriundos de gemas individualizadas. Documentos IAC, 109. Campinas: Instituto Agronômico, 2012. 16p.

LEMÕES, L. S.; SIMON, E. D. T.; TATTO, F. R.; ANTUNES, W. R.; MASCARENHAS, L. S.; VARNES, L. S.; ANJOS, S. D. Crescimento e desenvolvimento de mudas de cana-de-açúcar em diferentes substratos. Revista da Jornada de Pós-Graduação e Pesquisa-Congrega Urcamp, p. 1079-1090, 2017.

MARCO, E.; DOS ANJOS, S. D.; PERES, M. M.; MATOSO, E. S.; TATTO, F. R.; BOELTER, J. H.; DE CAMPOS, A. D. S. Uso de substratos alternativos na produção de mudas de cana-de-açúcar. Revista da Jornada de Pós-Graduação e Pesquisa-Congrega Urcamp, p. 2677-2690, 2017.

MARQUES, L. O. D.; MELLO-FARIAS, P.; DE LIMA, A. Y. B.; MALGARIM, M. B.; SANTOS, R. F. Desempenho de diferentes substratos e influência do frio na germinação de sementes de araçá amarelo. Revista da Jornada de Pós-Graduação e Pesquisa-Congrega Urcamp, p. 1169-1180, 2017.

MATOSO, E. S. Uso de bactérias diazotróficas na produção de mudas de cana-de-açúcar em diferentes substratos. 2017, 115f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Pelotas, 2017.

MATOSO, E. S.; AVANCINI, A. R.; MACIEL, K. F. K.; ALVES, M. C.; SIMON, E. D. T.; DA SILVA, M. T.; DIAS, N. L.; ANJOS, S. D. Influência do uso de um mix de bactérias diazotróficas na biometria e no conteúdo de clorofila de plantas de cana-de-açúcar. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 6, n. 2, p. 7261-7274, 2020. DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n2-141.

MONTEIRO, A. B.; BAMBERG, A. L.; PEREIRA, I. D. S.; STÖCKER, C. M.; TIMM, L. C. Características físico-hídricas de substratos formulados com lodo de esgoto na produção de mudas de acácia-negra. Ciência Florestal, v. 29, n. 3, p. 1428-1435, 2019. DOI: https://doi.org/10.5902/1980509834590.

OECD/FAO. Agricultural Outlook 2018-2027. OECD Publishing, Paris/Food and Agriculture Organization of the United Nations, Rome, 2018. DOI: https://doi.org/10.1787/agr_outlook-2018-en.

OLIVEIRA, M. C.; SANTOS, J. R.; DA COSTA, D. F.; DA COSTA, G. R.; DE JESUS LOURENÇO, E. Mudas de tomateiro produzidas à base de pó de coco e esterco bovino curtido. Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável, v. 9, n. 3, 2019. https://doi.org/10.21206/rbas.v9i3.8660.

RODRIGUES, L. A.; MUNIZ, T. A.; SAMARÃO, S. S.; CYRINO, A. E. Qualidade de mudas de Moringa oleifera Lam. cultivadas em substratos com fibra de coco verde e compostos orgânicos. Revista Ceres, v. 63, n. 4, p. 545-552, 2016. https://doi.org/10.1590/0034-737X201663040016.

SANTI, P. H. P.; SCAVAZZA, A. L.; BELLONI, A. L.; SOARES, M. R.; CASAGRANDE, J. C.; SANTORIO, S. D.; ROCHA, K. S. S.; LAVORENTI, J. A. L.; SANTANA, C. A.; FERREIRA, J. A.; ZINA, A. C. S. Desenvolvimento de mudas pré-brotadas (MPB) de cana-de-açúcar em diferentes substratos. In: Workshop de Agroenergia Matérias-Primas. 10., 2016.

SANTOS MESQUITA, I. B.; ALBUQUERQUE, D. P.; SILVA, A. L.; OLIVEIRA, L. S.; ARAÚJO NETO, J. P.; REGO, F. C.; TEIXEIRA, D. H. L. Produção de mudas de alface (lactuca sativa l.) com diferentes substratos em ambiente fechado. Brazilian Journal of Animal and Environmental Research, v. 2, n. 4, p. 1257-1263, 2019.

SANTOS, C. M. M.; DIAS, J. R. M.; MORETTI, S. D. A.; DE ALENCAR, A. B. M.; MIRA, S. F.; VASCONCELOS, T. B. Crescimento inicial de mudas clonais de Eucalipto (Eucalyptus pellita) em solos com diferentes propriedades físicas e químicas. In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - SIC. 7., 2017. Anais [...]. Rondônia, 2017.

SCHAFER, G.; SOUZA, P. D.; FIOR, C. S. Um panorama das propriedades físicas e químicas de substratos utilizados em horticultura no sul do Brasil. Ornamental Horticulture, v. 21, n. 3, p. 299-306, 2015.

SILVA, A. D. C. D.; SMIDERLE, O. J.; OLIVEIRA, J. M. F.; JESUS SILVA, T. Tamanho da semente e substratos na produção de mudas de açaí. Advances in Forestry Science, v. 4, n. 4, p. 151-156, 2018. https://doi.org/10.34062/afs.v4i4.4590.

SILVA, F. C. S. (ed.). Manual de análises químicas de solos, plantas e fertilizantes. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica; Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2009.

SILVA, M. T. Substratos a base de lodo de esgoto para produção de mudas de cana-de-açúcar. 2018. 100f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de Pelotas, 2018.

SILVA, S. D. A.; MONTERO, C. R. S.; SANTOS, R. C.; NAVA, D. E.; GOMES, C. B.; ALMEIDA, I. R. Sistema de produção da cana-de-açúcar para o Rio Grande do Sul. Sistemas de Produção/Embrapa Clima Temperado. 2016. 247p.

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia vegetal. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2013. 918p.

TAIZ, L.; ZEIGER, E.; MOLLER, I. M.; MURPHY, A. Fisiologia e desenvolvimento vegetal. São Paulo: Artmed Editora, 2017.

ZAPAROLI, M. R.; BARROS, R. D. V. Viabilidade do uso de resíduos orgânicos na agricultura como composto para melhoria de sua gestão mediante agregação de valor. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE GESTÃO AMBIENTAL, 7. Campina Grande: ConGeA, 2015.

WATTHIER, M.; SILVA, M. A. S.; SCHWENGBER, J. E.; FERMINO, M. H.; CUSTÓDIO, T. V. Produção de mudas de alface em substratos a base de composto de tungue em sistema orgânico de produção, no período de verão. Horticultura Brasileira, v. 35, n. 2, 2017. DOI: https://doi.org/10.1590/hb.v35i2.532.

Publicado
2022-03-31