ANÁLISE DO DESPERDÍCIO DE HORTIFRÚTIS PROVENIENTE DA AGRICULTURA FAMILIAR NO MUNICÍPIO DE CAPISTRANO-CE

Rafaelly de Aguiar da Silva, Lailla Sabrina Queiroz Nazareno, Francisco Acacio de Sousa, Maria do Socorro Moura Rufino

Resumo


Os altos índices de desperdício de alimentos do setor hortifrúti é algo que pode ser observado atualmente ao longo de todo processo de produção, principalmente quando se trata de agricultores de base familiar com poucos recursos financeiros e tecnológicos disponíveis. Este desperdício abrange desde a produção, passando pelo transporte, armazenamento, distribuição e industrialização, até chegar ao consumidor final. Nesse contexto, o presente trabalho objetivou analisar esta situação no âmbito da agricultura familiar na cidade de Capistrano-CE, a fim de identificar os principais fatores responsáveis pela referida problemática. Metodologicamente, esse trabalho adotou uma abordagem qualitativa de cunho descritivo, com levantamento de dados secundários junto aos órgãos públicos, onde foi possível identificar as principais informações quanto à produção agrícola local, permitindo a reflexão do pesquisador, a descrição e interpretação do problema pesquisado, bem como a contribuição do trabalho para a literatura. Além disso, foram realizadas visitas in loco com o intuito de identificar o processo da cadeia produtiva desde o campo à comercialização. Os resultados encontrados evidenciaram um grande potencial de mercado para o setor hortifrúti a ser explorado pelos agricultores familiares; entretanto, há desperdício de frutas e hortaliças ao longo de toda a cadeia produtiva, ocorrendo maior volume de perdas na pós-colheita, por vários fatores: desde armazenamento inadequado, más condições de transporte, até o desconhecimento de tecnologias de processamento e questões relacionadas à educação do consumidor final.

Palavras-chave


Hortifrútis; Desperdício; Agricultura familiar

Texto completo:

PDF

Referências


BARROS, M.S. Mercado varejista de gêneros alimentícios da Grande São Paulo: uma abordagem estrutural. São Paulo: Secretaria de Agricultura, 1978. 52p. (Relatório de pesquisa, 03/78).

BELIK, W.; CUNHA, A. R. A. A.; COSTA, L. A. Crise dos alimentos e estratégias para a redução do desperdício no contexto de uma política de segurança alimentar e nutricional no brasil. Planejamento e Políticas públicas, Brasília, v. 38, p.107-132, jun. 2012.

BICALHO, A. H.; LIMA, V. O. B. Redução do desperdício em uma Unidade de Alimentação e Nutrição. Nutr. J. Brazilian Soc. Food Nutr., v.38, n.3, p. 269-277, 2013.

CAIXETA FILHO, J.V. Losses in the transportation of fruits and vegetables: A Brazilian case study. International Journal of logistics: Research and applications, v. 2, n. 3, 1999.

CENCI, S.A. Perdas pós-colheita de Frutos e Hortaliças. Rio de Janeiro: EMBRAPA/CTAA, 2000.

CHITARRA, M. I. F.; CHITARRA, A. B. Pós-colheita de frutas e hortaliças: fisiologia e manuseio. Lavras: Ed. da Ufla, 2005.

GIL, A.C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2002. 176p.

GOULART, R. M. M. Desperdício de alimentos um problema de saúde pública. Integração, São Paulo, v. 54, p. 285-288, set. 2008.

MARTINS, C. R.; FARIAS, R. M. Produção de alimentos x desperdício: tipos, causas e como reduzir perdas na produção agrícola: revisão. Revista da Fzva, Uruguaiana, v. 9, n. 1, p.20-32, 2002.

MINAYO, M. C. S. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2001. 80p.

NATIONAL ACADEMY OF SCIENCES. Pérdidas de post-cosecha de alimentos en países en desarrollo. Tradução de Gonzalo Roa. Viçosa: Centro Nacional de Treinamento em Armazenagem, 1982. 213p. (Série CENTREINAR, 4).

PRIM, M. B. S. Análise do Desperdício de partes vegetais consumíveis. 2003. 117f. Tese (Engenharia de Produção) - Universidade de Santa Catarina, Florianópolis, 2003.

RICARTE, M. P. R.; FÉ, M. A. B. M.; SANTOS, I. H. V. S.; LOPES, A. K. M. Avaliação do desperdício de alimentos em uma Unidade de Alimentação e Nutrição Institucional em Fortaleza - CE. Saber científico, v.1, n.1, p.158-175, 2008.

ROCHA, T. S.; SOUSA, E. C.; SOUSA, A. V. R. A cultura do desperdício de alimentos e seus impactos na sociedade: estudo de revisão. In: SIMPÓSIO DE PRODUTIVIDADE EM PESQUISA, 2; ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO IFPI – ENCIPRO, 2., 2009. Anais... Instituto Federal do Piauí, 2009.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

VASCONCELOS, E. G. M. Redução de desperdício de alimentos com a produção de refeições para pessoas carentes – Estudo de caso. 2008. 68f. Monografia (Especialização em gastronomia e saúde) - Universidade de Brasília, Brasília, 2008.

VILELA, N. J. et al. O peso da perda de alimentos para a sociedade: o caso das hortaliças. Horticultura Brasileira, Brasília, v. 21, n. 2, p.141-143, jun. 2003.




DOI: http://dx.doi.org/10.17765/1518-1243.2017v19n1p25-33

Iniciação Científica Cesumar

Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
Contato: naep@unicesumar.edu.br
ISSN 1518-1243 Impressa
ISSN 2176-9192 On-line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.