Análise da Funcionalidade da Qualidade de Vida de Pacientes com Sequelas Neurológicas

Daniela Hayashi Banja, Heloísa Freiria Tsukamoto, Luís Fabiano Andrade Silva, Naiara Daiane Camargo

Resumo


Indivíduos que apresentam sequelas neurológicas podem ter o desempenho funcional alterado, com consequências negativas nas relações pessoais, familiares, sociais e, sobretudo, na qualidade de vida (QV). O objetivo do estudo foi analisar a funcionalidade e a QV de pacientes em atendimento no setor de fisioterapia neurofuncional. A amostra foi constituída por 19 indivíduos atendidos no setor de fisioterapia neurofuncional da Clínica Escola de Fisioterapia da FAP. Participaram do estudo 13 homens e 6 mulheres, com média de idade de 47±13 anos, tempo de diagnóstico da doença de 48[22; 108] meses, e 34[8; 60] meses de tempo de tratamento fisioterápico. A funcionalidade dos indivíduos foi avaliada por meio do Índice de Barthel modificado (IBm) e a QV pelo questionário WHOQOL abreviado (WHOQOL-bref). Os dados coletados foram analisados no programa estatístico GraphPad Prism 5. Quanto aos resultados, encontrou-se que, em relação à funcionalidade, 63% apresentavam leve, 11% independência total, 5% dependência moderada e 5+% dependência grave. Na análise da QV, verificou-se que a pontuação no domínio físico foi de 57±19 pontos; no domínio psicológico de 60±15 pontos; no domínio social de 60±24 pontos e no domínio ambiental de 56±18 pontos. Não foram encontradas correlações significativas entre a pontuação obtida pelo IBm e os domínios do questionário WHOQOL-bref. A melhor correlação ocorreu entre o IBm e o domínio social do WHOQOL-bref (r=0,42). O grau de independência funcional do paciente com alterações neurológicas pode acarretar prejuízos na sua percepção de QV, e os aspectos sociais parecem ser os principais envolvidos

Palavras-chave


Área de Dependência-Independência; Qualidade de Vida; Doenças do Sistema Nervoso; Complicações

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.