<b>Resposta Fisiológica do Corpo às Temperaturas Elevadas: Exercício, Extremos de Temperatura e Doenças Térmicas

  • Maristela Gomes de Camargo Universidade Estadual de Maringá
  • Maria Montserrat Diaz Pedrosa Furlan Universidade Estadual de Maringá - UEM
Palavras-chave: Termorregulação, Ambientes Quentes, Exercício Físico, Doenças Térmicas.

Resumo

Em condições normais, a temperatura do corpo permanece dentro de limites estreitos, com ações termorreguladoras brandas. Porém, durante a realização de atividade física a produção de calor aumenta, a sudorese é acionada, ocorre intensa vasodilatação cutânea e há a inibição dos calafrios e da termogênese química. Apesar da eficiência dos mecanismos termorreguladores, as altas temperaturas ambientais e a umidade do ar, juntamente com o trabalho muscular extenuante e a falta de aclimatação, podem levar a pessoa ao estresse por calor. Este pode ocorrer tanto em ambientes internos quanto externos, seja em competições esportivas ou em determinados ambientes laborais. As doenças térmicas brandas mais comuns, ou seja, que não comprometem o sistema termorregulador são a síncope e o edema por calor. Já as doenças relacionadas com quadro de desidratação e hipertermia configuram-se como emergência médica, devendo ser prontamente identificadas e tratadas para evitar maiores complicações. Neste aspecto, objetiva-se, neste trabalho, descrever os mecanismos de produção e perda de calor do organismo humano, a interferência dos fatores físicos e ambientais no processo de termorregulação, bem como as doenças térmicas decorrentes do calor excessivo. Estes dados são relevantes para a avaliação de determinados ambientes de trabalho e um planejamento mais eficiente, do ponto de vista térmico, das instalações laborais, jornadas de trabalho e vestimentas de trabalho.

Biografia do Autor

Maristela Gomes de Camargo, Universidade Estadual de Maringá
Docente assistente do Centro de Tecnologia da Universidade Estadual de Maringá - UEM. E-mail: marysthella_1@hotmail.com
Maria Montserrat Diaz Pedrosa Furlan, Universidade Estadual de Maringá - UEM
Docente adjunta no Departamento de Ciências Fisiológicas da Universidade Estadual de Maringá - UEM. E-mail: mmdpfurlan@uem.br; montserratfurlan@gmail.com
Publicado
2011-05-03
Seção
Artigos de Revisão