Fatores Associados à Ocorrência de Ansiedade dos Acadêmicos de Biomedicina

Mayara Quadros Cardozo, Karin Martins Gomes, Lee Gi Fan, Maria Tereza Soratto

Resumo


Estudo com objetivo de identificar os fatores associados à ocorrência de ansiedade nos acadêmicos de Biomedicina. Pesquisa quali-quantitativa, descritiva e exploratória. Estudo desenvolvido com 20 acadêmicos da 7ª fase do curso de Biomedicina da Universidade do Extremo Sul Catarinense. Aplicou-se a Escala de Avaliação de Ansiedade de Hamilton e questionário semiestruturado sobre os fatores relacionados à ansiedade dos universitários em relação ao processo de ensino-aprendizagem, avaliação, comunicação profissional e relacionamento interpessoal, gerenciamento do tempo, formação profissional e ao trabalho de conclusão de curso. Os resultados da Escala apontaram nível de ansiedade de 65% grau leve; 25% grau moderado; 10% grau intenso dos acadêmicos de Biomedicina. Considera-se imprescindível o cuidado aos acadêmicos da Universidade, com foco no autocuidado e autoconhecimento. Sugere-se um aprofundamento da pesquisa, com maior número de acadêmicos, contemplando as diversas fases do curso, além de ampliação da pesquisa para os acadêmicos da área de saúde.

Palavras-chave


Ansiedade; Biomédico; Estudantes; Universidade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9206.2016v9n2p251-262

Saúde e Pesquisa
Unicesumar, Maringá (PR), Brasil
ISSN 2176-9206 On-line
Contato: naep@unicesumar.edu.br

ISSN 1983-1870 Versão impressa interrompido em 2019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.