<b>O Uso do Método Dose-resposta na Mensuração de Impactos na Lucratividade da Produção de Arroz Irrigado na Microrregião de Formoso do Araguaia no Estado do Tocantis</b>

  • Vasconcelos Reis Wakim Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
  • Fernán Enrique Vergara Universidade Federal do Tocantins
  • Elizete Aparecida de Magalhãess Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
Palavras-chave: Dose-Resposta, Valoração Ambiental, Arroz Irrigado, Disponibilidade Hídrica

Resumo

O objetivo deste trabalho foi mensurar o impacto na lucratividade da produção de arroz irrigado da Microrregião de Formoso do Araguaia, no Estado do Tocantins, caso ocorram mudanças na disponibilidade hídrica. Foram simulados dois cenários: um otimista e outro pessimista, cujas variáveis área plantada, preço de venda, preço de custo mantiveram-se constantes, variando-se apenas a variável disponibilidade hídrica. No cenário otimista, a variável disponibilidade hídrica ficou definida como 1.554 ton e no cenário pessimista a disponibilidade hídrica foi definida como 353 ton. Foi utilizado o Método Monte Carlo, com 10.000 interações. No cenário otimista, após a simulação, obteve-se um lucro médio de R$ 159,6 milhões de reais. Já no cenário pessimista, o lucro médio estimado ficou em torno de R$ 36,1 milhões de reais. Pode-se concluir que houve uma redução do lucro médio de aproximadamente 77%. Nos resultados da simulação, verificou-se que apenas a variável água não é suficiente para explicar a redução no lucro da produção de arroz irrigado da Microrregião de Formoso do Araguaia, TO, sendo necessário utilizar e oscilar outras variáveis no modelo proposto. Portanto, devem-se realizar novos estudos para verificar quais outras variáveis, além da disponibilidade hídrica, podem influenciar na redução ou no aumento da lucratividade da produção de arroz irrigado na microrregião de Formoso do Araguaia.

Biografia do Autor

Vasconcelos Reis Wakim, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
Docente Assistente II. Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri; Mestre em Desenvolvimento Regional e Agronegócio; E-mail: vasconcelos.wakim@ufvjm.edu.br
Fernán Enrique Vergara, Universidade Federal do Tocantins
Docente Adjunto III. Universidade Federal do Tocantins; Doutor em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos; E-mail: vergara@mail.uft.edu.br
Elizete Aparecida de Magalhãess, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
Docente Assistente II. Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri; Mestre em Administração; E-mail: elizete.am@ufvjm.edu.br
Publicado
2012-05-31
Seção
Meio Ambiente