<b>Sustentabilidade e Inovação: Um Estudo Sobre o Plástico Verde

  • Marcos Eduardo Zambanini Universidade Municipal de São Caetano do Sul - USCS
  • Luis Paulo Bresciani Universidade Municipal de São Caetano do Sul - USCS
  • Raquel da Silva Pereira Universidade Municipal de São Caetano do Sul - USCS
  • Dércia Antunes de Souza Universidade Municipal de São Caetano do Sul - USCS
  • Gustavo Ortega Universidade Municipal de São Caetano do Sul - USCS
Palavras-chave: Desenvolvimento Sustentável, Inovação, Plástico Verde, Sustentabilidade

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo verificar a perspectiva de possível substituição do plástico oriundo dos combustíveis fósseis não renováveis e esgotáveis pelo Plástico Verde, fabricado a partir do etanol de cana-de-açúcar, recurso renovável. O estudo consiste em uma pesquisa exploratória com abordagem qualitativa, realizada mediante análise de artigos técnicos, informações disponíveis no site da empresa Braskem e entrevistas com atores empresariais envolvidos com o tema. Como um dos resultados da análise, a substituição tende a se tornar realidade, mas a característica de o Plástico Verde não ser biodegradável foi apontado pelos respondentes como um desafio a ser resolvido. A maioria dos respondentes afirma que, não somente o Plástico Verde, mas todos os plásticos poderiam ter o aspecto da reciclagem melhor explorado, o que implica investimento em educação e em políticas públicas. As empresas percebem a utilização do Plástico Verde como um diferencial mercadológico e uma forma de colaboração com o meio ambiente, haja vista ele ser fabricado com 100% de fontes renováveis. Os resultados da pesquisa indicam que a melhoria da eficiência das plantações e de políticas de reciclagem tornam-se fundamentais para o sucesso deste processo, já que há demanda por diversos setores da economia, que começam a utilizá-lo em ampla escala. Segundo a maioria dos respondentes, o Plástico Verde originado da cana-de-açúcar alcançou relevante capacidade inovativa para mitigar a extração de petróleo.

Biografia do Autor

Marcos Eduardo Zambanini, Universidade Municipal de São Caetano do Sul - USCS
Doutor em Administração pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul - USCS
Luis Paulo Bresciani, Universidade Municipal de São Caetano do Sul - USCS
Doutorado em Política Científica e Tecnológica pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP; Docente do Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade Municipal de São Caetano do Sul - USCS
Raquel da Silva Pereira, Universidade Municipal de São Caetano do Sul - USCS
Pós- Doutorado em Administração pela Fundação Getúlio Vargas - FGV/SP; Docente de graduação e pós-graduação na Universidade Municipal de São Caetano do Sul - USCS
Dércia Antunes de Souza, Universidade Municipal de São Caetano do Sul - USCS
Doutora em Administração pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul - USCS; Docente na . Universidade Municipal de São Caetano do Sul - USCS
Gustavo Ortega, Universidade Municipal de São Caetano do Sul - USCS
Doutorando em Administração pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul – USCS
Publicado
2013-11-04
Seção
Meio Ambiente