<b>A Palavra como Fundamentação Antropológica em Martin Buber

  • Jasson da Silva Martins Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS
Palavras-chave: Fundamento, Intersubjetividade, Antropologia, Existência.

Resumo

A função da palavra em Martin Buber não é representar ou nomear as coisas, mas fundamentar a existência do homem. Essa palavra-fundamento não remete ao logos grego, mas está vincada à longa tradição bíblica do judaísmo. Buber percorre um caminho diferente daquele tradicional das filosofias do sujeito, explicitando a sua antropologia teológica em conceitos filosóficos e inovadores. Ao invés de postular como relação primordial o sujeito cognoscente e o objeto conhecido, ele descreve a relação interhumana como origem e fundamento da existência humana.

Biografia do Autor

Jasson da Silva Martins, Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS
Doutorando em Filosofia pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos – UNISINOS; Bolsista do Programa de Suporte à Pós-Graduação de Instituições de Ensino Particulares PROSUP/CAPES. E-mail: jassonfilos@gmail.com
Publicado
2011-03-29
Seção
Artigos Originais