<b>Neuralgia do Trigêmeo: Aspectos Importantes na Clínica Odontológica

  • Rodrigo Martini Borbolato
  • Celia Regina Ambiel Universidade Estadual de Maringá
Palavras-chave: Neuralgia do Trigêmeo, Dor, Nervo Trigêmeo, Trigeminal Neuralgia, Pain, Trigeminal Nerve.

Resumo

A neuralgia do trigêmeo é a mais conhecida e debilitante forma de neuralgia facial. É considerada uma das dores mais graves e insuportáveis descritas pela medicina, podendo, inclusive, levar ao suicídio. É caracterizada por episódios recorrentes de dor facial paroxística (de início repentino e breve duração) intensa, descrita como dor latejante, em queimação ou em forma de choque elétrico, agulhada ou facada. Não existe dúvida de que a neuralgia do trigêmeo resulta da irritação de um ou mais ramos do quinto par craniano, mas a etiologia e os mecanismos fisiopatológicos continuam não totalmente compreendidos. A principal hipótese etiológica da neuralgia essencial do trigêmeo é a compressão vascular sobre a raiz sensitiva do nervo trigêmeo (parte proximal). Basicamente, existem duas modalidades de tratamento: clínica ou medicamentosa e cirúrgica. O tratamento clínico conservador é a primeira escolha, recorrendo-se à neurocirurgia apenas naqueles casos em que a terapêutica clínica se mostra ineficiente. Nesse contexto, é de extrema importância que o cirurgião dentista saiba diagnosticar e encaminhar o paciente para o tratamento correto, evitando, assim, que o mesmo passe por procedimentos odontológicos desnecessários, o que acarreta maiores sofrimentos. O objetivo deste trabalho foi fazer uma revisão bibliográfica sobre neuralgia do trigêmeo, apresentando seus sinais e sintomas, etiologia, fisiopatologia, bem como as formas de tratamento, aspectos estes importantes para a clínica odontológica.

Biografia do Autor

Rodrigo Martini Borbolato
Graduado em Odontologia pelo Centro Universitário de Maringá – CESUMAR; Especialista em Fisiologia Humana pela Universidade Estadual de Maringá – UEM. E-mail: borbolato@hotmail.com
Celia Regina Ambiel, Universidade Estadual de Maringá
Docente de Fisiologia Humana no Departamento de Ciências Fisiológicas na Universidade Estadual de Maringá – UEM. E-mail: crasilva@uem.br
Publicado
2009-08-19
Seção
Artigos Originais