Avaliação da efetividade do serviço de telefarmácia para idosos frágeis usuários de varfarina

Palavras-chave: Anticoagulantes, Assistência farmacêutica, Idoso fragilizado, Telemonitoramento, Varfarina

Resumo

Estudo quasi-experimental do tipo antes e depois com grupo único de indivíduos, realizado entre janeiro/2020 e abril/2022, com objetivo de investigar o perfil de utilização, a efetividade e a segurança da varfarina entre idosos acompanhados em ambulatório de geriatria, bem como o impacto de um serviço farmacêutico de telemonitoramento. A proporção de idosos com a Razão Normalizada Internacional (RNI) dentro da faixa-alvo foi comparada antes e depois da oferta do serviço por meio do teste de qui-quadrado de Pearson. Foram incluídos 53 idosos, maioria feminina (66,0%), média de idade de 78,1 anos e média mensal de 49,7 telemonitoramentos. Identificou-se que após a oferta do serviço a proporção de idosos com RNI na faixa-alvo aumentou (de 50,9% para 64,1%; p = 0,022). O serviço farmacêutico de telemonitoramento de RNI impactou positivamente, destacando a importância do acompanhamento de idosos usuários de varfarina para obtenção de uma farmacoterapia efetiva e segura.

Biografia do Autor

Ana Luiza Pereira Aguiar, Universidade Federal de Minas Gerais
Farmacêutica graduada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Residente (R1) em Saúde do Idoso no Hospital Risoleta Tolentino Neves. Membro do grupo de pesquisa MEDFAR-Real - Medicamentos e Farmácia em Mundo Real. Ex-integrante do Programa Institucional de Iniciação Científica Voluntário no projeto intitulado "Perfil de Uso de Medicamentos e Desprescrição em um Ambulatório de Geriatria" no Dept. de Produtos Farmacêuticos da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).
Nelson Machado do Carmo Júnior, Universidade Federal de Minas Gerais
Doutorando pelo Programa de Pós Graduação em Medicamentos e Assistência Farmacêutica (PPGMAF/FAFAR/UFMG). Mestre em Medicamentos e Assistência Farmacêutica (PPGMAF/FAFAR/UFMG). Especialista em Farmácia Clínica no Cuidado ao Paciente Crítico pelo Hospital Sírio Libanês/São Paulo (2019). Especialista em Saúde do Idoso pelo Programa de Residência Multiprofissional em Saúde, Área de Concentração Saúde do Idoso, realizado no Hospital Risoleta Tolentino Neves (HRTN/FUNDEP/UFMG, 2017). Especialista em Saúde Pública pela Faculdade Anhanguera - SP (2018). Graduado em Farmácia-Bioquímica pela Universidade Federal do Maranhão (2013). Possui ampla experiência na área de Saúde do Idoso (com foco em medicamentos inapropriados e desenvolvimento de protocolos de desprescrição de medicamentos); como Farmacêutico Clínico em Unidades de Terapia Intensiva, Unidades de Clínica Médica e Atendimento Ambulatorial; com implementação e desenvolvimento de Serviços Clínicos Farmacêuticos em nível ambulatorial e hospitalar. Atua como docente, Farmacêutico Hospitalar e Clínico.
Gabriel Gomes Soares Lins Peixoto, Universidade Federal de Minas Gerais
Possui graduação em Farmácia pela Universidade Federal de Minas Gerais.
Isabela Viana Oliveira, Hospital da Polícia Militar de Minas Gerais
Doutora e Mestre em Medicamentos e Assistência Farmacêutica pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Graduada em Farmácia pela UFMG com ênfase em Farmácia Hospitalar e Serviços de Saúde (2013). Possui experiência em Farmácia Hospitalar, Atenção Farmacêutica, Gerenciamento da Terapia Medicamentosa (GTM), Raciocínio Clínico e Tomada de Decisão em Farmacoterapia. Em 2018 passou a integrar o quadro de Oficiais Farmacêuticos do Hospital da Polícia Militar de Minas Gerais. Atuou como docente do curso de Farmácia do Centro Universitário UNA de Belo Horizonte e da Faculdade Pitágoras de Betim. Foi co-responsável pela implantação e provisão do serviço de gerenciamento da terapia medicamentosa na farmácia do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica em Belo Horizonte. Atuou como farmacêutica voluntária na Liga Acadêmica de Diabetes, realizando o serviço de gerenciamento da terapia medicamentosa junto à equipe multidisciplinar desse ambulatório.
Estevão Alves Valle, Clínica Mais 60 Saúde
Graduação em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais. Tem residência em Clínica Médica, pelo Hospital das Clínicas da UFMG, e Geriatria, pelo IPSEMG, além de título de Geriatria pela SBGG. Concluiu em março de 2008 o mestrado strictu sensu em Ciências da Saúde, com ênfase em Epidemiologia, pelo Instituto René Rachou/ Fiocruz e concluiu o doutorado na mesma instituição em 2017. É fundador e Diretor Assistencial da Mais 60 Saúde.
Mariana Martins Gonzaga do Nascimento, Universidade Federal de Minas Gerais
Professora Adjunta do Departamento de Produtos Farmacêuticos - Faculdade de Farmácia da Universidade Federal de Minas Gerais (PFA/FAFAR/UFMG), Pós-doutorado pelo Programa de Pós-graduação em Medicamentos e Assistência Farmacêutica, Centro de Estudos em Atenção Farmacêutica (CEAF/PPGMAF/FAFAR/UFMG). Doutora em Ciências da Saúde pela Fundação Oswaldo Cruz/Centro de Pesquisa René Rachou (FIOCRUZ/CPqRR). Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ). Especialista em Farmácia Hospitalar e Serviços de Saúde pela Universidade Estadual de Montes Claros/Associação Mineira de Farmacêuticos (UNIMONTES/AMF). Graduada em Farmácia com habilitação em indústria pela FAFAR/UFMG. Atua como membro do conselho científico do Instituto para Práticas Seguras no Uso de Medicamentos (ISMP Brasil). Atuou como docente em diversos cursos de graduação e pós-graduação (2007 a 2017), farmacêutica supervisora no Hospital Risoleta Tolentino Neves e farmacêutica concursada da SES-MG.

Referências

Ramos LR, Tavares NUL, Bertoldi AD, Farias MR, Oliveira MA, Luiza VL, et al. Polifarmácia e polimorbidade em idosos no Brasil: um desafio em saúde pública. Rev Saúde Pública. 2016;50(supl 2):9s. doi: https://doi.org/10.1590/s1518-8787.2016050006145

Gokula M, Holmes HM. Tools to reduce polypharmacy. Clin Geriatr Med. 2012;28(2):323-41. doi: https://doi.org/10.1016/j.cger.2012.01.011

Jansen PAF, Brouwers JRBJ. Clinical pharmacology in old person. Scientifica (Cairo). 2012;2012:723678. doi: https://doi.org/10.6064/2012/723678

Anacleto TA, Nascimento MMG, Rosa MB, Cândido RCF, Detoni KB, Rezende CP, et al. Prevenção de erros de medicação entre pacientes em uso de anticoagulantes orais. Boletim ISMP Brasil [internet]. 2020 [citado 2023 out 17];9(3):2-11. Disponível em: https://www.ismp-brasil.org/site/wp-content/uploads/2020/06/BOLETIM_ISMP_MAIO_ANTICOAGULANTES_ORAIS.pdf

Patti G, Lucerna M, Pecen L, Siller‐Matula JM, Cavallari I, Kirchhof P, et al. Thromboembolic Risk, Bleeding Outcomes and Effect of Different Antithrombotic Strategies in Very Elderly Patients With Atrial Fibrillation: A Sub‐Analysis From the PREFER in AF (PREvention oF Thromboembolic Events–European Registry in Atrial Fibrillation). JAHA. 2017;6(7):e005657. doi: https://doi.org/10.1161/JAHA.117.005657

Teles JS, Fukuda EY, Feder D. Varfarina: perfil farmacológico e interações medicamentosas com antidepressivos. Einstein (São Paulo) [internet]. 2012 [citado 2023 out 17];10(1):110-5. Disponível em: https://www.scielo.br/j/eins/a/Gqvj8RSRmJkv6gjCwXbfCTt/?lang=pt&format=pdf

Zhu J, Alexander GC, Nazarian S, Segal JB, Wu AW. Trends and variation in oral anticoagulant choice in patients with atrial fibrillation, 2010-2017. Pharmacotherapy. 2018;38(9):907-20. doi: https://doi.org/10.1002/phar.2158

Colet CF. Uso de varfarina em nível ambulatorial: uma coorte de pacientes do sistema público de saúde [tese]. Porto Alegre: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; 2016. 154 p.

Malagutte KNDS, Silveira CFSMP, Reis FM, Rossi DAA, Hueb JC, Okoshi K, et al. Quality of Oral Anticoagulation in Atrial Fibrillation Patients at a Tertiary Hospital in Brazil. Arq Bras Cardiol. 2022 Sep;119(3):363-9. doi: https://dx.doi.org/10.36660/abc.20210805

Colet CF, Amador TA, Heineck I. Acompanhamento farmacoterapêutico de pacientes em uso de varfarina: uma revisão da literatura. Rev Cont Saúde. 2017;17(32):134-43. doi: https://doi.org/10.21527/2176-7114.2017.32.134-143

Wang M, Zeraatkar D, Obeda M, Lee M, Garcia C, Nguyen L, et al. Drug-drug interactions with warfarin: A systematic review and meta-analysis. Br J Clin Pharmacol. 2021 Nov;87(11):4051-100. doi: https://doi.org/10.1111/bcp.14833

Witt DM, Nieuwlaat R, Clark NP, Ansell J, Holbrook A, Skov J, et al. American Society of Hematology 2018 guidelines for management of venous thromboembolism: optimal management of anticoagulation therapy. Blood Adv. 2018 Nov 27;2(22):3257-91. doi: https://doi.org/10.1182/bloodadvances.2018024893

Costa JM, Pimenta MC, Antunes MISS, Costa MA, Martins MAP. Implantação de um ambulatório de anticoagulação em um hospital de ensino: estudo descritivo. Rev APS [internet]. 2015 [citado 2023 out 17];18(1):64-9. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/aps/article/view/15518

Falamić S, Lucijanić M, Hadžiabdić MO, Marušić S, Bačić-Vrca V. Pharmacist's interventions improve time in therapeutic range of elderly rural patients on warfarin therapy: a randomized trial. Int J Clin Pharm. 2018 Oct;40(5):1078-85. doi: https://doi.org/10.1007/s11096-018-0691-z

Falamić S, Lucijanić M, Ortner-Hadžiabdić M, Marušić S, Bačić-Vrca V. Pharmacists’ influence on adverse reactions to warfarin: a randomised controlled trial in elderly rural patients. Int J Clin Pharm. 2019 Oct;41(5):1166-73. doi: https://doi.org/10.1007/s11096-019-00894-4

Falamić S, Lucijanić M, Ortner-Hadžiabdić M, Marušić S, Bačić-Vrca V. Pharmacists’ interventions improve health-related quality of life of rural older person on warfarin: a randomized controlled trial. Sci Rep. 2021 Nov;11(1):e21897. doi: https://doi.org/10.1038/s41598-021-01394-0

Manzoor BS, Cheng WH, Lee JC, Uppuluri EM, Nutescu EA. Quality of pharmacist-managed anticoagulation therapy in long-term ambulatory settings: a systematic review. Ann Pharmacother. 2017;51(12):1122-37. doi: https://doi.org/10.1177/1060028017721241

Lee T, Davis E, Kielly J. Clinical impact of a pharmacist-led inpatient anticoagulation service: a review of the literature. Int Pharm Res Pract. 2016;5:53-63. doi: https://doi.org/10.2147/IPRP.S93312

Souza TF, Colet CF, Heineck I. Nível de informação e adesão à terapia de anticoagulação oral com varfarina em pacientes acompanhados em ambulatório de atenção primária à saúde. J Vasc Bras. 2018;17(2):109-16. doi: https://doi.org/10.1590/1677-5449.012017

Silva RGL, Bertollo CM, Ferreira IG, Brant LC, Martins MAP. Assessment of oral anticoagulation control at two pharmacist-managed clinics in Brazil. Int J Clin Pharm. 2017;39(6):1157-61. doi: https://doi.org/10.1007/s11096-017-0511-x

World Health Organization, International Telecommunication Union. WHO-ITU global standard for accessibility of telehealth services [Internet]. Geneva: World Health Organization and International Telecommunication Union; 2022 [cited 2023 Nov 11]. Available from: https://www.who.int/publications/i/item/9789240050464

Zhang C, Pan M-M, Wang N, Wang W-W, Li Z, Gu Z-C, et al. Feasibility and usability of a mobile health tool on anticoagulation management for patients with atrial fibrillation: a pilot study. Eur J Clin Pharmacol. 2022; 78(2):293-304. doi: https://doi.org/10.1007/s00228-021-03236-4

Jiang S, Lv M, Zeng Z, Fang Z, Chen M, Qian J, et al. Efficacy and safety of app-based remote warfarin management during COVID-19-related lockdown: a retrospective cohort study. J Thromb Thrombolysis. 2022 Jul;54(1):20-8. doi: https://doi.org/10.1007/s11239-021-02630-0

Keeys C, Kalejaiye B, Skinner M, Eimen M, Neufer J, Sidbury G, et al. Pharmacist-managed inpatient discharge medication reconciliation: a combined onsite and telepharmacy model. Am J Health Syst Pharm. 2014 Dec;71(24):2159-66. doi: https://doi.org/10.2146/ajhp130650

Ferreira LC, Carmo Júnior NM, Peixoto GGSL, Aguiar ALP, Valle EA, Azevedo DC, et al. Telemonitoramento de idosos usuários de anticoagulante durante a pandemia da COVID-19. Mundo Saúde. 2023;47(1):e13812022. doi: https://doi.org/10.15343/0104-7809.202347e13812022P

Conselho Federal de Farmácia. Resolução nº 727, de 30 de junho de 2022. Dispõe sobre a regulamentação da telefarmácia [internet]. Brasília: CFF; 2022 [citado 2023 nov 17]. Disponível em: https://site.cff.org.br/noticia/noticias-do-cff/20/07/2022/publicada-a-resolucao-da-telefarmacia

Peters DH, Tran NT, Adam T. Implementation research in health: a practical guide [internet]. Geneva: WHO; 2013 [cited 2023 Oct 19]. Available from: https://ahpsr.who.int/publications/i/item/9789241506212

Brasil. Lei n. 10.741, de 1º de outubro de 2003. Dispõe sobre o Estatuto da Pessoa Idosa e dá outras providências. Diário Oficial da União [internet]. Brasília: Câmara dos Deputados; 2003 [citado 2023 nov 13]. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.741

Perlman A, Horwitz E, Hirsh-Raccah B, Aldoub-Bier J, Negev TF, Hochberg-Klein S, et al. Clinical pharmacist led hospital-wide direct oral anticoagulant stewardship program. Isr J Health Policy Res. 2019;8:19. doi: https://doi.org/10.1186/s13584-019-0285-9

Gray JA, Lugo RA, Patel VN, Pohland CJ, Stewart DW. First evidence for a pharmacist-led anticoagulant clinic in a medicare part A long term care environment. J Thromb Thrombolysis. 2019 Nov;48(4):690-3. doi: https://doi.org/10.1007/s11239-019-01963-1

Liang JB, Lao CK, Tian L, Yang YY, Wu HM, Tong HH, et al. Impact of a pharmacist-led education and follow-up service on anticoagulation control and safety outcomes at a tertiary hospital in China: a randomised controlled trial. Int J Pharm Pract. 2020 Feb;28(1):97-106. doi: https://doi.org/10.1111/ijpp.12584

Aggio CM, Marcon SS, Galdino MJQ, Martins EAP, Lopes GK, Haddad MCFL. Efetividade do gerenciamento clínico por telemonitoramento para beneficiários com doenças crônicas na saúde suplementar. Saúde Pesq. 2022;15(1):e-9571. doi: https://doi.org/10.17765/2176-9206.2022v15n1.e9571

Downing A, Mortimer M, Hiers Jill. Impact of a pharmacist-driven warfarin management protocol on achieving therapeutic Internacional Normalized Ratio. Am J Health-System Pharmacy. 2016;73(5):69-73. doi: https://doi.org/10.2146/sp150039

Marcatto LR, Sacilotto L, Tavares LC, Facin M, Olivetti N, Strunz CMC, et al. Pharmaceutical Care Increases Time in Therapeutic Range of Patients With Poor Quality of Anticoagulation With Warfarin. Front Pharmacol. 2018;9:1052. doi: https://doi.org/10.3389/fphar.2018.01052

Taboada LB, Silva LE, Montenegro AC. Benefícios da clínica de anticoagulação. Acta Med Colombiana [internet]. 2013 [citado 2023 out 2023];38(4):239-43. doi: https://doi.org/10.36104/amc.2013.114

Cope R, Fischetti B, Eladghm N, Elaskandrany M, Karam N. Outpatient management of chronic warfarin therapy at a pharmacist‑run anticoagulation clinic during the COVID‑19 pandemic. Thromb Thrombolysis, 2021;52:754-58. doi: https://doi.org/10.1007/s11239-021-02410-w

Publicado
2024-03-31
Seção
Artigos Originais